Clique na imagem

Vamos completar 4 milhões de acessos, muito obrigado à todos!!!

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Cobra de 6 metros mata cachorro e é capturada por bombeiros em MT


        Cobra foi capturada por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Várzea Grande

Uma cobra de aproximadamente 6 metros de comprimento e com cerca de 160 quilos foi capturada, na tarde desta quarta-feira (16), por uma equipe do Comando Regional 2 do Corpo de Bombeiros no município de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. O animal foi encontrado em uma área urbana, no bairro Jardim Paula II, depois de matar um cachorro.
Segundo o sargento Antônio Ventura Moraes Silva, que atendeu a ocorrência, a cobra foi encontrada a uma distância de 20 metros de uma área de pântano, próximo a uma residência. De acordo com o sargento, a presença do animal em uma área urbana pode ter ocorrido devido ao intenso período de chuvas e ao instinto do animal em buscar alimento. Para ele, o fato é uma consequência da ocupação desordenada das cidades, que acabam invadindo o habitat natural de animais silvestres.
Cobra deve ser entregue ao zoológico ou devolvida à natureza no Pantanal

“No momento da captura, a sucuri estava se alimentando de um cachorro. Ela se encontrava em um local onde várias crianças costumam brincar, se caracterizando como uma situação de risco”, afirmou o sargento ao G1.

Conforme o bombeiro, há a suspeita de que outra cobra, da mesma espécie e tamanho, esteja próxima ao local, já que animais desta espécie costumam estar acompanhados. “Outras três ocorrências da mesma natureza ocorreram neste mesmo bairro, o que tem se tornado rotina”, frisou. De acordo com o sargento Antônio Moraes, as cobras desta espécie não são venenosas e se alimentam de pequenos animais, e só podem oferecer risco aos seres humanos quando estão famintas.
A cobra foi retirada do local pela equipe do Corpo de Bombeiros, que realizou a imobilização do animal com um instrumento apropriado de captura. De acordo com o sargento, a sucuri deve ser encaminhada para o zoológico da UFMT, ou será devolvida à natureza, na região do Pantanal mato-grossense.
fonte: G1.com