segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Cabo PM morre alvejado com oito tiros, no Piauí

Um policial militar, identificado como Erivan Mesquita Silva, de 38 anos, foi morto no início da tarde desta segunda-feira (23) com pelo menos oito tiros. A ação aconteceu no cruzamento entre as Avenidas Gil Martins e Barão de Castelo Branco. Segundo a polícia, a suspeita é de latrocínio, assalto seguido de morte. 
Segundo o coronel Raimundo Sousa, comandante das Rondas Ostensivas de Natureza Especiais (Rone), o policial foi abordado quando parou, com sua motocicleta da PM, no sinal de transito no cruzamento das avenidas. Dois homens em duas motocicletas o ameaçaram e anunciaram o assalto.
De acordo com a polícia, o policial reagiu e iniciou uma troca de tiros com os elementos. Testemunhas disseram que pelo menos 10 tiros foram efetuados. Mesquita chegou a atingir um dos acusados. “Ele tentou se esconder dos tiros se abraçando com um porte, mas foi em vão”, disse uma testemunha. 
O elemento que foi atingido pelo policial e o comparsa correram para um condomínio próximo ao local, para tentarem se esconder. Segundo a polícia, os dois tentaram trocar de roupa para se disfarça, mas só havia roupas femininas no hall no condomínio. 
                                          Acusado preso pela polícia
Um dos elementos já foi preso pela polícia e foi encaminhado a Central de Flagrantes. O outro está foragido. O coronel Raimundo Sousa está comandado as buscas pelo acusado. Os polícias estão procurando o acusado por todo o condomínio e pela localidade. 
O Cabo Mesquita, como era conhecido, trabalhava na guarda do Tribunal de Justiça do Piauí. Ele entrou na polícia em junho de 2005.
Fonte: Portal AZ