segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Falta de energia elétrica prejudica concurso para professor no MA

Um problema de energia elétrica no prédio da Faculdade do Maranhão (Facam) no bairro do Bequimão, em São Luís, fez com a prova do concurso da Secretaria de Estado da Educação do Maranhão (Seduc) não fosse aplicada para os cargos de professor de matemática, educação física e química . Os candidatos nem a chegaram a receber o material e depois de aproximadamente uma hora foram liberados.
“Por volta de 8h20, quando entrei no prédio já não tinha mais energia. E não tinha condição de realizar a prova, pois lá as salas apesar de serem ventiladas, são escuras. O pessoal começou a se revoltar por falta de uma solução. Quando já eram 10h12 a energia voltou, mas já haviam recolhido as provas cinco minutos antes”, disse o candidato Marcus Vinícius.
O Governo do Maranhão informou que a Fundação Sousândrade, examinadora do concurso na faculdade Facam, disse que "em função da interrupção do funcionamento da energia elétrica no prédio, exclusivamente as provas para os cargos de Matemática, Educação Física e Química foram anuladas. Todos os inscritos para estas modalidades serão convocados para provas objetivas em nova data a ser divulgada pela Fundação Sousândrade".
Já a Companhia Energética do Maranhão (Cemar) disse que a causa da pane teria sido em virtude de defeito nas instalações elétricas internas, de responsabilidade da faculdade e que "uma equipe de plantão da Cemar foi imediatamente ao local, objetivando verificar a possibilidade de contribuir com a resolução do problema, mas foi impedida de entrar para avaliar a situação da subestação própria da faculdade" (Veja a nota na Íntegra).



A direção da Facam respondeu dizendo que houve de fato uma queda de energia, por volta das 8h30, ocasionada pela queima do disjuntor e que tomou todas as providências imediatas, inclusive com a intervenção de um engenheiro eletricista, restabelecendo a energia por volta das 10h15, em torno de duas horas após o ocorrido. Ainda segundo a instituição, a Cemar só chegou ao local, depois da corrente elétrica ter sido restabelecida.
Candidatos do lado de fora do prédio da Facam (Foto: Alessandra Rodrigues / Mirante AM)
Prova
Ao todo, 83.468 mil se inscreveram no concurso organizado pela Fundação Sousândrade. Pessoas de outros estados estavam no prédio e a viagem para São Luís foi justamente para a participação no concurso.
Nos outros locais de prova, os candidatos não tiveram este problema e a primeira etapa do concurso transcorreu normalmente. As provas estavam marcadas para serem realizadas em São Luís, Bacabal, Balsas, Caxias, Imperatriz, Pinheiro, Timon, Codó e Santa Inês. A duração era de quatro horas, das 9h às 13h.
Esta primeira fase foi definida com 70 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos gerais, língua portuguesa, noções de informática, fundamentos da educação, legislação básica da educação e conhecimentos específicos.
Nota enviada pela Cemar:
Cemar esclarece sobre o fornecimento de energia elétrica para a unidade consumidora da Facam:
A Cemar informa que a falta de energia elétrica verificada na manhã do domingo, 20, na unidade consumidora da Facam no bairro Bequimão em São Luís, aconteceu, provavelmente, em virtude de defeito nas instalações elétricas internas, de responsabilidade da faculdade. Cabe esclarecer que o fornecimento de energia elétrica esteve e continua normal até o ponto de entrega (conexão com a subestação própria da faculdade).
Por fim é importante informar que após a repercussão na imprensa e nas redes sociais, uma equipe de plantão da Cemar foi imediatamente ao local, objetivando verificar a possibilidade de contribuir com a resolução do problema, mas foi impedida de entrar para avaliar a situação da subestação própria da faculdade.
Assessoria de Imprensa da Cemar
Nota enviada pela Fundação Sousândrade:
A respeito do concurso público para preenchimento de 1.500 vagas de professores da rede estadual de ensino, realizado neste domingo (20), a Fundação Sousândrade, contratada pelo Governo do Maranhão, para a realização do certame, esclarece que:
1. As provas do concurso público foram realizadas em 213 locais, em São Luís e mais oito municípios, em ambiente de plena normalidade. Houve apenas incidente num dos locais de provas, fato isolado que não compromete a lisura do certame.

2. Em face de problema técnico que provocou corte no fornecimento de energia elétrica nas dependências da Faculdade do Maranhão (FACAM), faculdade particular, no bairro Bequimão, contratada pela Fundação Sousândrade, as provas do concurso público para Professor do Quadro da Secretaria de Estado da Educação (SEDUC) que seriam realizadas nesta unidade, foram suspensas.
3. Neste local, seriam aplicadas as provas para 2.385 candidatos, que concorrem para as áreas de Educação Física, Matemática e Química. O número total de candidatos inscritos para estas opções é de 18.926, em todo o Estado.
4. Os candidatos que fariam a prova na FACAM e os demais concorrentes das mesmas áreas terão seus direitos garantidos e a Fundação Sousândrade reaplicará as provas para os 18.926 candidatos inscritos para estas áreas (Educação Física, Matemática e Química), logo em janeiro de 2016.
5. O calendário do concurso para os 64.542 candidatos inscritos nas demais opções segue normalmente, conforme cronograma.
São Luís, 20 de dezembro de 2015.
Emilio Ramos
Fundação Sousândrade
Gerência de Concursos
Fonte:G1- PI