terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Bando usou metralhadora e explosivo para arrombar Banco no PI

A Polícia Civil apreendeu uma metralhadora e explosivos antes não encontrados em crimes no Piauí durante ação na tarde desta terça-feira (12). Os artefatos estavam em um apartamento no bairro Jockey, onde foram presos seis homens suspeitos de explodirem caixas eletrônicos do Banco do Brasil da avenida João XXIII, bairro São Cristóvão, zona Leste de Teresina (PI). 
A operação foi realizada pelo delegado Carlos César Camelo, do Grupo de Repressão e Combate ao Crime Organizado (GRECCO). Na abordagem, foi apreendida uma metralhadora .45, munições, radiocomunicadores, explosivos e até uma peruca. 
O delegado geral da Polícia Civil, Riedel Batista, ressaltou que o explosivo apreendido é inédito em ações criminosas desbaratadas por policiais no Piauí. Os seis suspeitos afirmaram serem de Uberlândia (MG), onde o artefato é mais comum. 
O secretário estadual de segurança pública, Fábio Abreu, ressaltou que um dos suspeitos já havia sido preso no Piauí e seria o responsável por trazer os comparsas ao estado. Além disso, com o arrombamento do último domingo não teria rendido dinheiro ao grupo, outro crime estaria sendo planejado pela quadrilha. 
Riedel Batista acrescentou que as investigações continuam. A polícia acredita que o bando tenha sido ajudado por outras pessoas no Piauí. 
 (TV Cidade Verde)