quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Conta de luz deve ficar mais barata em fevereiro

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) informou que a partir de fevereiro a conta de luz pode ser reduzida em até 10%, conforme indicado nas projeções para 2016. Com isso, a bandeira tarifaria poderia mudar para verde.

Segundo a Folha de São Paulo, a previsão é que todas as usinas termelétricas, que produzem eletricidade mais cara, poderão ser desligadas no próximo mês. Com exceção das nucleares, que não podem ser desligadas. Atualmente a cor da bandeira tarifaria é vermelha, que o consumidor paga R$ 45 por megawatt-hora (MWh). 
Alívio no bolso
Instituído Brasileiro de Geografia e Estática (IBGE) informou que a conta de luz, subiu 51,3% nos 12 meses encerrados em novembro. Mas o alivio no bolso do consumidor só vai melhorar ao longo do primeiro semestre. 
Sistema de bandeiras
No começo do ano de 2015, a Aneel implantou um sistema de bandeiras tarifarias para sinalizar o custo de geração de energia para o consumidor. O sistema vale para todo país com exceção dos estados do Amazonas, Amapá e Roraima, pois estes estados ainda não estão interligados como sistema nacional de energia elétrica.
Significado das cores 
A bandeira verde significa "custos baixos" para gerar a energia e nenhum acréscimo na tarifa.
A bandeira amarela por sua vez, indica um sinal de atenção, pois os custos de geração estão aumentando. A tarifa sobe mais R$ 1,50 a cada 100 kWh. 
A bandeira vermelha sinaliza que a oferta de energia para atender a demanda dos consumidores ocorre com maiores custos de geração, como, por exemplo, o acionamento de grande quantidade de termelétricas para gerar energia, que é uma fonte mais cara do que as usinas. A tarifa sofre um acréscimo de R$ 4,50 a cada 100 kWh.
Fonte: GP1