segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Disputa por terras acaba em briga e dois esfaqueados em Parnaíba

Uma grilagem, apropriação indevida de terras públicas, acabou em agressão física e com dois esfaqueados, por volta das 17h30 deste domingo (17/01) no Bairro Alto Santa Maria, em Parnaíba, próximo à subestação de energia elétrica. As invasões de terras estão sendo feitas por moradores, entre eles, da comunidade Parque José Estevão.
Segundo Francisco Flávio de Carvalho, os terrenos estavam sendo divididos em uma área de 10 metros de frente por 30 de fundo cada. Flávio soube que João Paulo Machado Ferreira, 35 anos, e outros estava cercando os terrenos em áreas maiores, para possivelmente tirar vantagem.
Francisco Flávio de Carvalho
Francisco Flávio foi agredido no peito com um golpe de cavador.
Quando Flávio foi ao local, e reclamou da astúcia de João Paulo, foi agredido com um cavador que acertou o peito esquerdo e o machucou. A situação desencadeou em uma briga, oportunidade em que, para não ser lesionado a faca no peito, João Paulo levantou a perna direita para se defender. Com isso escapou de ser golpeado no tórax; mas sofreu alguns cortes e perfurações na perna. Ele foi para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) por meio próprios em busca de atendimento.
Valdenílson Sávio dos Santos, 30 anos, morador na região do Distrito de Irrigação Tabuleiro Litorâneo do Piauí (DITALPI), foi atingido com uma profunda facada nas costas e acabou fugindo do local. Familiares de Francisco Flávio retiraram a moto de Valdenílson do local, pois iam depredá-la e atear fogo na mesma. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) prestou socorro à vítima e conduziu para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde.
Uma guarnição da Polícia Militar, comandada pelo cabo Manoel Vieira, foi até o local do ocorrido, de onde levou Flávio para o hospital e depois o conduziu, juntamente com João Paulo, para a Central de Flagrantes para prestar esclarecimentos. Os dois conduzidos disseram não saber quem fez os esfaqueamentos. Quanto a Valdenílson Santos, este ficou internado.
Por Daniel Santos e Cleidiomar Sousa