sábado, 23 de janeiro de 2016

Fotógrafo explora a beleza e a vergonha das sardas

A obsessão do fotógrafo Brock Elbank começou quando ele morava em Sydney. Durante um jogo de futebol, um filho de um companheiro de time veio assistir a partida e ele tinha um rosto cheio de sardas como ele nunca tinha visto antes. Segundo o fotógrafo, ele viu uma pessoa extremamente forte e diferente prestando atenção ao jogo e ele não resistiu, pediu para fotografar o garoto.
O fotógrafo agora mora em Londres e está com esse projeto que celebra as manchas a pele há dois anos. As pessoas vêm da Itália, Noruega entre outros lugares para ser retratadas para a série. Brock Elbank procura "singularidade, diversidade e uma grande mistura étnica e idade".
O fotógrafo pretende montar uma exposição em Sydney, Berlim, Londres e Nova York em 2017. Elbank não quer celebrar apenas a beleza das sardas, outro aspecto importante do trabalho dele é combater o estigma ligado aos sardentos, principalmente as pessoas que são submetidas a assédio moral e crescem odiando a pele. Eu acho sardas lindas.
Por Zan Viana