quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Gêmeas dão à luz no mesmo dia; pais são irmãos também

A alegria na família Trajano, de Ferraz de Vasconcelos, duplicou no último mês. As irmãs gêmeas Beatriz e Bianca Trajano acreditam que ficaram grávidas no mesmo mês e deram à luz no mesmo dia em um hospital da cidade. As crianças nasceram de parto normal. As irmãs idênticas também são vizinhas e dividem os afazeres da rotina.
As irmãs Bianca e Beatriz têm 18 anos. Bianca foi quem descobriu a gravidez primeiro, no mês de março de 2015. Ela também foi a primeira a dar à luz. Sophia nasceu a 1h34 do dia 7 de dezembro, com 2,848 kg e 48cm. Logo após o parto, quando ainda estava internada, sua irmã Beatriz, grávida de 36 semanas, foi visitá-la e ainda brincou com as enfermeiras: “Guarda essa cama aqui no quarto da minha irmã que daqui a pouco eu estou voltando para ter o meu filho”, disse.

Beatriz não precisou nem voltar. Depois da visita que fez a sua irmã, às 11h, ela não foi embora do Hospital Doutor Osíris Florindo Coelho, em Ferraz. Já com algumas dores, resolveu passar por um médico. “O obstetra estranhou quando eu entrei na sala. Como somos gêmeas idênticas, ele pensou que fosse a minha irmã, que ele tinha acabado de fazer o parto”, conta aos risos.
Com cinco dedos de dilatação Beatriz ficou internada e seu filho, Victor Hugo, nasceu no final do dia, às 23h08, com 48 cm e 2,810 kg. Logo depois do parto, ela foi levada para o mesmo quarto onde a sua irmã estava em observação. “Eu não sabia que ia nascer no mesmo dia, o meu bebê estava programado para nascer no final do mês. Foi muita coincidência, ainda mais porque os dois partos foram normais”, diz Beatriz.
Beatriz descobriu a gravidez em maio de 2015, quando sua irmã já estava com quatro mses de gestação. "O primeiro exame, feito no posto de saúde, deu que eu estava grávida de dois meses. Já o ultrassom, apontou uma gestação de quatro meses, a mesma época que minha irmã estava. Quando descobrimos que havia a possibilidade de termos os bebês no mesmo mês ficamos muito felizes. Mas ai os partos foram no mesmo dia. Se tivéssemos combinado, não teríamos tanta sorte", detalhou.
Segundo a avó Sandra Trajano, de 42 anos, até mesmo a amamentação está sendo compartilhada. "A Beatriz está com um pouco de dificuldade para amamentar, então a Bianca amamenta o sobrinho. Essas crianças estão sendo criadas como se fossem irmãos gêmeos. Dormem, mamam e fazem tudo na mesma hora. As minhas filhas estão vivendo tudo o que eu passei há 18 anos", conta a avó.
A avó está morando em Carapicuíba, mas disse que tenta visitar os netos de três a quatro vezes por semana. "Eu já tenho uma netinha, mas ver as minhas filhas ficando grávidas juntas e dando à luz no mesmo dia foi muito emocionante, não dá para explicar."
Outra coincidência que envolve as gêmeas é que os maridos delas também são irmãos. Bianca começou a namorar Wesley primeiro. Sabendo que ele tinha um irmão, chamado Jefferson, decidiu apresentá-lo a gêmea Beatriz, que estava solteira. Os casais estão juntos há quatro anos.
Centro das atenções
Karina Dias da Silva fazia estágio de técnica em enfermagem quando as duas irmãs estavam internadas. Ela disse que as meninas se tornaram a atração do hospital. “Toda hora que eu ia no quarto sempre tinha algum funcionário lá pra conferir se era verdade a história.”
As irmãs, que jamais esperavam ter filhos juntas, dizem que agora a chegada dos bebês vai unir ainda mais a família. “Nós moramos no mesmo quintal e a nossa mãe não sai daqui. O chá de bebê nós acabamos fazendo separado, mas nós vamos fazer as festinhas dos nossos filhos juntas”, finaliza B.
Fonte: G1