quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Humorista Shaolin morre aos 44 anos na Paraíba

O humorista dependia de cuidados especiais desde 2011, quando se envolveu em um acidente de carro
A morte do ator e humorista foi confirmada por sua esposa / Reprodução/Instagram
O humorista Josenilton Veloso, conhecido como Shaolin, morreu nesta quinta-feira (14), aos 44 anos, após uma parada cardiorrespiratória, em uma clínica de Campina Grande, na Paraíba. Shaolin dependia de cuidados especiais desde 2011, quando sofreu um acidente de trânsito.
A morte do ator foi confirmada por sua esposa, Laudiceia Veloso, no Facebook. “#‎LUTO‬ Depois de 1821 dias, nosso guerreiro terminou sua batalha. É com muita tristeza que divido a nossa dor com todos vocês. Shaolin apresentou um quadro febril nesta terça, que, infelizmente, evoluiu para uma infecção, precisando de internação imediata. Recebemos a notícia do hospital, neste momento, que ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. As informações sobre velório e local de sepultamento, divulgarei mais tarde. Obrigada a todos pelas orações e pela força! ‘Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé’ 2 Timóteo 4:7”, relatou a viúva de Shaolin na rede social.
Shaolin sofreu um acidente no dia 18 de janeiro de 2011, na Rodovia BR-230, em Campina Grande. Ele foi socorrido e internado no Hospital de Emergência e Trauma da cidade. Depois, foi transferido para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde ficou internado por cinco meses.

O velório e enterro do humorista acontecerão no cemitério Campo Santo Parque da Paz, na Avenida Assis Chateubriand, 5.460, Velame, em Campina Grande. O velório estará aberto ao público das 11h às 15h. Depois, o local ficará restrito apenas à família. O enterro acontece às 17h.
Lucas Veloso, filho do humorista, explicou que o pai estava com complicações no pulmão. "Nós descobrimos uma infecção que veio do pulmão. Aí ele foi para a UTI, teve infecção generalizada e não resistiu", disse ao programa "Encontro", da Globo.
O filho de Shaolin compartilhou com os fãs uma frase que era sempre dita pelo pai. "Ele dizia: 'Não importa a desgraça, a gente sempre pode fazer graça'", lembrou Lucas.