quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Ambulantes temem ficar sem renda neste carnaval em Luis Correia

Ambulantes que trabalham no final da Orla estão com medo de perderem a renda neste carnaval após uma recomendação do Ministério Publico. Segundo eles os veículos serão proibidos de trafegar onde é a venda de seus produtos e garantem que no local não existe desova da tartaruga marinha.
Presidente da Associação do Ambulantes - Manoel Veras
De acordo com o presidente da Associação dos ambulantes, Manoel Veras, os ambulantes serão prejudicados porque depende do turista que vem com seu veiculo até a praia e garante que um recente projeto de estacionamento deu certo, inclusive em parceria com a Companhia Independente de Policiamento Turístico - CIPTur. A justificativa, de proibição, no entanto, não convence aos trabalhadores.
Ainda de acordo com ele, a prefeitura não comunicou nem esta emitindo alvará de funcionamento. Ele explicou à reportagem que todos os ambulantes querem emitir o alvará, porém a prefeitura não emite. Apesar disso, eles não foram comunicados se permaneceram ou somente os veículos não poderão trafegar.
Por conta da situação, o grupo de ambulantes está se organizando realizar um protesto ainda nestes dias, interditando a passagem de veículos. Alexandre um dos lideres, lamentou a situação dos ambulantes e cobrou uma resposta ao município e órgãos competentes.

DURAS CONDIÇÕES
Esses trabalhadores expõem-se todos os fins de semana ao sol e caminham quilômetros na areia para levar seus produtos onde o banhista esteja, seja ele local ou turista. Alguns deles trabalham agora em ponto fixos, alugando cadeiras e guarda-sóis, vendendo bebidas e petiscos, mas nunca perderá a condição de ambulantes, condição essa que pode acarreta prejuízos aos que já se preparam para a festa de carnaval.
ENTRADA SERA FECHADA
Na tarde de hoje (03), a Secretaria de Meio Ambiente, esteve fiscalizando e recebendo junto com o administrador da Orla a madeira que será colocada como impedimento próximo à rotatória da Praia de Atalaia.
Por Wilton Veras