sábado, 13 de fevereiro de 2016

Morre dupla que planejou sequestro de empresários do Piauí

Suspeitos de articularem o sequestro de empresários piauienses da região de Picos foram mortos durante confronto com a polícia na cidade de Alto Alegre, no Maranhão, na madrugada de ontem (12). Na operação, equipes da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) descobriram um local pronto para cárcere que serviria de esconderijo para o filho de um empresário da cidade de São Luís-MA. 
Os suspeitos mortos foram identificados Carlos Alberto Mesquita dos Santos Sousa, conhecido como Sharon – condenado a mais de 80 anos por roubo de carro e carro-forte –; Sebastião Soares da Silva, conhecido como Tião – condenado a mais de 100 anos por sequestro e mentor do sequestro do menino Pedro Paulo Lemes, em Imperatriz, MA, em 2012 –; e Joaquim Neto Alves Leal – condenado pela prática de roubos. Ambos os suspeitos eram foragidos da Justiça.
Segundo o superintendente da Superintendência de Investigações Criminais (Seic), o delegado Tiago Bardal, os suspeitos já estavam sendo monitorados pela polícia desde o último dia 17, quando eles fugiram do Complexo de Pedrinhas. "Já estávamos no caso desde a fuga dos suspeitos em janeiro. Evitamos a execução do sequestro, mas durante a troca de tiros, os suspeitos não resistiram aos ferimentos e foram à óbito", afirmou.

Na ação, foram apreendidos ainda revólveres 357 e calibre 38 e uma pistola 7,65.
Tião e Sharon seriam os mentores dos crimes planejados há dois anos no Piauí, de acordo com a polícia. O Cidadeverde.com apurou que Sharon já havia sido preso no Estado e que o sequestro dos dois empresários picoenses foi abortado graças ao Serviço de Inteligência da Polícia Civil. 
cidadeverde.com