sábado, 20 de fevereiro de 2016

Mulher dá à luz em banheiro de hospital e deixa feto em vaso sanitário no Piauí

                                                  IMAGEM ILUSTRATIVA
Uma mulher, até o momento sem identificação, deu à luz no banheiro do Hospital do bairro Satélite e deixou o feto dentro do vaso sanitário do local, que fica na zona Leste de Teresina. De acordo com o sargento D. Araújo, da Força Tática do 5º Batalhão de Polícia Militar, por volta das 12h40, um funcionário que fazia a limpeza do local alertou que havia encontrado o feto.
"Um funcionário que estava no banheiro disse que ninguém viu quem entrou ou saiu do local, mas ele encontrou o feto lá dentro do vaso e estamos aqui isolando a área e aguardando a perícia", relatou o policial.
Ainda não há informações se a criança já nasceu morta ou morreu após o parto, mas o feto continua dentro do vaso sanitário e a área foi isolada pela Polícia Militar. Uma pessoa que trabalha no hospital contou que uma mulher chegou ao local se queixando de fortes cólicas e foi atendida por um dos dois médicos de plantão. Após ser medicada, ela foi liberada do hospital. Antes de sair, entretanto, ela pediu para ir ao banheiro. Porém, não há provas de que ela tenha tido bebê, já que ela não mencionou estar gestante.
O Instituto Médico Legal afirmou que o feto é do sexo masculino, mas ainda não há confirmação sobre a idade gestacional ou sobre a causa da morte. 

O que diz a lei
Se a mulher que teve o bebê no banheiro provocou um aborto, a pena para o crime é de detenção de 1 a 3 anos. Se a criança nasceu viva, a lei entende que matar sob influência do estado puerperal, o próprio filho, durante o parto ou logo após, é considerado infanticídio, com pena de detenção de 2 a 6 anos. 
Cidadeverde.com