domingo, 6 de março de 2016

Delegado se desentende com comandante da PM e se nega a registrar flagrante a acusados de assalto em Parnaíba

O fato ocorreu na noite deste sábado (05), na Avenida Nossa Senhora de Fátima, em Parnaíba.
Dois homens, em uma motocicleta Yamaha YBR, de cor preta, em atitude suspeita, foram abordados por uma equipe da Força Tática, que realizava ronda de rotina, na Avenida Nossa Senhora de Fátima, próximo à Universidade Estadual do Piauí.
                      Simulacro tinha o mesmo tamanho de uma pistola.
Ao receber ordem de parar, os mesmos iniciaram uma fuga, trazendo perigo a pessoas que trafegavam na via, até que, no cruzamento entre a Avenida Nossa Senhora de Fátima e Rua Telius Ferraz, no Bairro São Benedito, os acusados perderam o controle da motocicleta e caíram próximo à calçada.
Junto aos elementos, foi encontrado um simulacro de metal, que provavelmente seria utilizado para assaltar um dos dois postos de combustíveis próximos ao local da abordagem.
                             Polícia Rodoviária Federal auxiliou na ação. 
Encaminhados à Central de Flagrantes, para os devidos processos, para a surpresa da guarnição responsável pela prisão, o Delegado de Polícia Civil do Estado do Piauí, Eduardo Aquino, negou o registro de flagrante, alegando não haver ocorrido nenhum crime.
                      Acusado chegando na Central de Flagrantes.
Após a chegada da equipe e, da negativa do delegado de plantão, compareceu à Central de Flagrantes, o Comandante do 2º BPM, Major Adriano Lucena, que ponderou com o delegado para que o mesmo realizasse ao menos um TCO (Termo Circunstancial de Ocorrência), devido à condução perigosa, já que o mesmo não queria aceitar o porte do simulacro.
Delegado de Polícia Civil Eduardo Aquino, envolvido em diversas polêmicas. Imagem: Divulgação
Visivelmente alterado, o Delegado Eduardo Aquino, mais uma vez negou-se a registrar o TCO, onde se deu início um intenso bate-boca entre o comandante da PM e o delegado de plantão da Central de Flagrantes.
Vale ressaltar que muitos assaltos em Parnaíba, são realizados utilizando-se de simulacros, pois no momento da ação criminosa, não há como a vítima distinguir o artefato de uma arma real.
O clima entre os policiais militares foi de profunda indignação, pois dois meliantes foram retirados das ruas, um assalto foi impedido, e ainda essa noite os mesmos seriam soltos. Membros da imprensa permaneceram de plantão na porta da Central, aguardando a liberação dos mesmos. O Delegado Eduardo Aquino não quis se manifestar sobre o caso.
Em um episódio ocorrido em 30 de agosto de 2015, o cinegrafista da TV Costa Norte Juciê Machado, foi preso pelo mesmo delegado Aquino, quando registrava imagens de um suspeito de necrofilia em Parnaíba.
Em uma breve busca no google, são encontradas diversas polêmicas envolvendo o nome do delegado por outras comarcas que o mesmo atuou.
Edição: Tribuna de Parnaíba
Imagens: Bruno Santana