terça-feira, 8 de março de 2016

Homem confessa feminicídio e acaba preso por força de mandado, em Parnaíba

O autor do assassinato de Sílvia Maria Oliveira Costa, 44 anos, confessou o crime no início da tarde desta terça-feira (08/03) na Delegacia da Mulher. O vigia Francisco Reginaldo Saraiva, 48 anos, se apresentou com dois advogados à delegada Maria de Jesus Pereira Bastos, oportunidade em que prestou depoimento sobre o feminicídio e confessou autoria do crime. Sílvia foi assassinada com uma facada no peito por volta das 15h no Bairro Bebedouro, em Parnaíba. (Reveja a matéria)
Segundo a delegada Jesus, o acusado disse que bebeu vinho em um bar e se desentendeu com Sílvia. Ela atirou pedras em Reginaldo e quando ele foi a sua direção, a mesma deu um passo para trás e se desequilibrou. Ao cair foi atingida com uma perfuração no peito e morreu instante depois. Reginaldo fugiu em seguida após ter feito o ferimento letal.
Conforme a delegada Maria de Jesus, as testemunhas ouvidas relataram os fatos da mesma forma que o Francisco Reginaldo contou. Referiu ainda que testemunhas afirmaram que Reginaldo disse que Sílvia deveria ser somente dele e de mais ninguém. Falou isso enquanto a segurava pela blusa.
Mas Sílvia Costa era garota de programa e, segundo testemunhas, ainda era usuária de entorpecentes. Quando Francisco Reginaldo Saraiva encerrou seu depoimento, a delegada o surpreendeu surpreendido com um mandado de prisão. Ele foi conduzido para a Central de Flagrantes.
Por Daniel Santos
Portalcostanorte