quinta-feira, 10 de março de 2016

Tribunal de Contas do Piauí encontra irregularidades na gestão de Adriane Prado em Luís Correia

O processo nº TC-005961/2014 está em evidencia no Tribunal de Contas do Estado do Piauí e tem como cidade fiscalizada, o município de Luís Correia. Na linha de frente está a chefe do poder executivo Adriane Prado e suas auxiliares Karla Oliveira e Maria do Socorro Candeira Costa. Segundo um documento do Ministério Público de Contas do Piauí existe uma série de irregularidades que pode complicar a atual gestora.
Segundo o documento, a Prefeita precisa explicar fatos a justiça em relação ao dinheiro público. Devido a dispensa de licitação 004/2013 que é referente a limpeza pública, existe uma série de irregularidades como por exemplo a demonstração inadequada de situação de emergência ou calamidade informada pela gestora. A ausência de razões para a escolha da empresa e a justificativas de preços são outros agravantes relatados no processo.
Outra denúncia que pesa sobre a Prefeita de Luís Correia Adriane Prado é sobre atos de irregularidades na área da saúde e educação, no relatório do Ministério Público é aconselhado que a gestora faça a devolução do valor de R$ 19.000.00 (dezenove mil reais) que teria sido usado de maneira incorreta e pertence ao FUNDEB.
Os dados são de um relatório do Ministério Público de Contas, enviado ao Tribunal de Contas do Estado do Piauí. Caso seja condenada a gestora além de pagar multa, poderá sofrer punições eleitorais. Tentamos contato com a assessoria da Prefeita Adriane Prado para falar sobre o processo, mas não tivemos êxito as informações foram extraídas do www.tce.pi.gov.br.