quinta-feira, 7 de abril de 2016

PI: Quase 170 mil eleitores têm título cancelado e não poderão votar em 2016

O total de 167.103 eleitores não fizeram o cadastramento biométrico obrigatório no Piauí, de acordo com Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-PI). O prazo final do processo da coleta de dados biométricos terminou na quarta-feira (30).
Com o cancelamento, o eleitor não poderá se matricular em universidades públicas, participar de concursos públicos, tirar passaporte e participar de licitação pública. O eleitor também ficará impedido de votar nas eleições de 2016.
Para ficar em dia com a Justiça Eleitoral e apto a votar nas eleições de outubro, o eleitor deve ir ao cartório eleitoral onde estiver inscrito, pagar a multa por não ter justificado a ausência do voto, de aproximadamente R$ 3,51 por turno ausente, e apresentar os seguintes documentos: documento de identificação oficial original, comprovante de residência original mais recente e título de eleitor. A regularização a partir começou no dia 1º de abril e segue até o dia 4 de maio.

O eleitor que estiver no exterior deve comparecer ao cartório eleitoral no exterior, repartição consular ou embaixada brasileira pertencente à sua residência levando um documento de identificação oficial original, dentre os citados acima, com a respectiva cópia e preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral disponibilizado no local.
Pela inviabilidade do pagamento de multas eleitorais no exterior, também será necessário preencher o pedido de dispensa de recolhimento de multa, que também estará disponível na repartição consular.
É possível consultar sua situação eleitoral pela internet, acessando o site do TSE ao clicar no menu ‘Eleitor’ a seção ‘Situação Eleitoral’. O eleitor também pode se dirigir a qualquer cartório eleitoral com um documento de identificação original com foto e confirmar se seu título está cancelado ou não.
Fonte:AZ