terça-feira, 26 de abril de 2016

Preço médio da gasolina vai subir a partir do dia 1º de maio

Desde janeiro, o litro da gasolina subiu 0,63% e o etanol aumentou 6,67% em todo país
Os preços médios dos combustíveis terão reajuste a partir do dia 1º de maio, de acordo com a regulamentação publicada pelo Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) publicada nesta segunda, dia 25 de abril, no "Diário Oficial" da União. Os novos valores servem de base de cálculo para a cobrança do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços).
Segundo o Confaz, a tabela de preços médios fica assim: R$ 3,788 o litro da gasolina e R$ 3.148 o litro do álcool (etanol). O preço do gás de cozinha (GLP) vai ficar em R$ 4,236 o quilo. O preço médio do botijão de 13 kg sobre R$ 55,06. O GNV (Gás Natural Veicular) vai custar, em média, R$ 2,366 o metro cúbico.
Na comparação com os preços médios autorizados em janeiro, pelo Confaz, o álcool teve o maior reajuste, 6,67% (de R$ 2,951 para R$ 3,148) e a gasolina teve alta de 0,63% (de R$ 3,764 para R$ 3,788).
O gás de cozinha aumentou 2,02%. Em janeiro, o botijão de 13 kg custava R$ 53,97, em média. No começo do ano, o preço do GNV estava em R$ 2,331. Em seis meses, o gás combustível teve um aumento de 1,5%.
Mais caros
A gasolina mais cara do país será vendida no Acre a R$ 4,034 o litro. Rio de Janeiro (R$ 3,935), Minas Gerais (R$ 3,905) e Goiás (R$ 3,873) completam a lista dos maiores preços para a gasolina.

Brasília terá o maior preço para o litro do álcool etanol no Brasil, R$ 3,491 o litro. No Rio de Janeiro, o preço sobe para R$ 3,449. Em Tocantins, o litro do álcool vai custar R$ 3,370. Em Santa Catarina, na região Sul, o litro do álcool vai custar R$ 3,220. O GNV mais caro é no Rio Grande do Sul com R$ 2,616 o m³.
Mais baratos
Pela nova tabela do Confaz, a gasolina mais barata será vendida em São Paulo (R$ 3,542). O preço fica abaixo de R$ 3,80 nos estados de Mato Grosso do Sul (R$ 3,658), Pernambuco (R$ 3,755), Paraná (R$ 3,700), Santa Catarina (R$ 3,580) e Sergipe (R$ 3,707).
O álcool mais barato também será cobrado em São Paulo (R$ 2,607). Os preços também estarão mais em conta no Paraná (R$ 2,780), Goiás (R$ 2,927) e Sergipe (R$ 2,995). O GNV com o menor preço será vendido no Rio Janeiro, por R$ 2,117 o m³.
O Confaz é formado por técnicos do governo e representantes das secretárias estaduais de Fazenda, o valor determinado leva em conta as características de produção e custo de transporte de cada Estado. Neste valor médio, não é considerada a margem de lucro dos donos dos postos de combustíveis.
Como escolher
Quem tem carro flex e quer saber se vale a pena abastecer com álcool ou gasolina deve multiplicar o valor do litro de gasolina por 0,7 e comparar com o valor do litro do álcool. Se o resultado for maior, compensa usar o álcool. Se for menor, a vantagem é abastecer com gasolina.
Com o preço médio de R$ 3,788 para a gasolina e de R$ 3,148 para o litro do álcool, compensa abastecer com gasolina. A economia é de 15,7%.
Fonte: Com informações do R7