quarta-feira, 18 de maio de 2016

Como assim terceira via?

Quando alguns afirmam que o deputado estadual Hélio Oliveira (PR), é um nome de terceira via na campanha eleitoral para o executivo de Parnaíba, eu tenho minhas dúvidas. Essa tal terceira via, é destinada aos que de maneira nenhuma votarão nos candidatos de governo e oposição.
Levando ao pé da letra o que se propõe com essa afirmativa, é o seguinte; estão querendo convencer o eleitor parnaibano que o deputado e empresário Hélio seria a candidatura diferenciada deste pleito que se aproxima, o que quer dizer que ele nem é carne e, nem é peixe, como se diz no ditado popular.
Revendo algumas declarações do próprio deputado feitas à imprensa recentemente, o mesmo diz contar com o apoio do governador do estado Wellington Dias (PT); mas o próprio governador já deu a entender, que seu candidato é o Florentino Neto (PT), atual prefeito de Parnaíba. Bom, de cara temos uma situação embaraçosa para alguém, com certeza não é para o prefeito. Subirá em dois palanques o governador? Questionam alguns. Eu posso afirmar que não, ou se não for assim, me respondam que diabos de esculhambação seria essa? O eleitor saberia entender essa postura? Pela lógica mais transparente de todas o prudente e correto, é entender que o candidato do governo é o Florentino e, não o Hélio.


Para que de fato o deputado fosse a terceira via como pregam, sua trajetória pré-eleitoral não poderia constar de desentendimentos internos pelos partidos por onde já passou. Quando Hélio anunciou que iria transferir seu título para Parnaíba, ele ainda estava no PTC todos entenderam que ele disse entrelinhas que seria o candidato a prefeito com essa atitude, o primeiro a deixar a sigla foi o vereador Ricardo Veras (PSD), que é da base do prefeito Florentino, e quis de pronto evitar qualquer desencontro.
Por último o vereador deixou o PTC e migrou para o PR, esta última sigla era presidida pelo Maxsuel Brandão que já tinha uma estratégia montada para a campanha, foi tanta confusão que ele não viu outra saída a não ser deixar o partido, que ficou nas mãos do deputado Hélio na região norte do estado.
Catando em miúdos, veremos uma suposta terceira via, que na verdade não começou como deveria para ser intitulada dessa forma. Especialistas apontam que a estratégia de Hélio é testar sua popularidade. Enquanto isso, Florentino silenciosamente trabalha em bastidores a questão de sua candidatura, mesmo não confirmando, os governistas comentam que é grande a possibilidade do Florentino ter como vice a ex-primeira dama Valéria Castelo Branco em sua chapa. Para essa composição que número de via daríamos?
Por: Tiago Mendes