sábado, 14 de maio de 2016

Corregedoria pede expulsão de delegado suspeito de negociar carro roubado com preso

 Delegado Adolpho Cardoso, corregedor da Polícia Civil, acompanha o processo
A Corregedoria da Polícia Civil do Piauí confirmou nesta sexta-feira (13) que pediu a expulsão do delegado Edwaldo de Oliveira Castro, conhecido como Paraíba. 
Ele é suspeito de negociar um veículo roubado com um preso no distrito quando era delegado do município de Picos.
É o segundo processo administrativo contra o delegado. Em 2012, ele foi acusado de se apropriar indevidamente de um notebook. Nos autos, consta que Paraíba teria proposto receber R$ 1 mil para devolver o objeto. Por essa acusação, o delegado foi demitido, mas foi mantido no cargo por decisão judicial.
A Delegacia Geral informou que o delegado trabalha na Central de Flagrantes e está de licença médica. 
O corregedor da Polícia Civil, Adolpho Cardoso, informou que o processo já passou por todos os tramites. 
“Temos provas concretas contra o delegado e foi comprovado a sua participação. A corregedoria pediu a expulsão do delegado e o processo está na Secretaria de Segurança”, informou o delegado.
No processo, o delegado nega qualquer participação. Na ação do notebook, ele alegou ausência de ampla defesa e contraditório no inquérito policial.
Segundo o suspeito, além de constituição indevida da comissão do processo, inexistência de provas, excesso de prazo, que não teria cometido crime de peculato.
Foto: Thiago Amaral
Cidade Verde