domingo, 15 de maio de 2016

Filha acha mãe pela internet e encerra 27 anos de separação

Mãe e filha se reencontraram nesta semana em Bauru (SP) depois de 27 anos separadas. A estudante de enfermagem Camila Cibele Caputti foi colocada para adoção quando tinha dois dias de vida e há dois anos começou a procurar pela mãe. Pelas redes sociais , ela encontrou parentes que indicaram o paradeiro da mãe biológica. “Passado é passado, eu ganhei uma nova amiga e a gente está se conhecendo, é legal isso.”
A auxiliar de serviços gerais Ivete Batista de Souza conta que em 1989 teve uma filha, mas na época, a mãe dela sugeriu que entregasse a bebê para adoção, já que ela tinha outro filho. Ivete então deixou a criança à disposição da justiça. Tempos depois ela mudou para a região de Ribeirão Preto, onde formou outra família e nunca mais teve notícias da filha. “Perdi o contato totalmente. Achava que nunca mais ia encontrar minha filha.”
O encontro se depois que uma colega de Ivete, a técnica em enfermagem Heloisa Pereira André resolveu juntar as duas. Elas trabalham juntas em um asilo em Nuporanga e Heloisa teria que ir para Bauru levar um paciente que faz tratamento no Cedalvi , unidade do Centrinho, o hospital da USP. A técnica em enfermagem convidou Ivete para ir a cidade onde a filha mora. “Eu falei que ela podia ir comigo e ficou combinado assim.”
Camila foi adotada por uma família de Marília que deu todo apoio à menina. Ela tem dois irmãos.Ivete não escondia a expectativa de reencontrar a filha. Estava nervosa, ansiosa e depois de alguns minutos de angústia, Camila aparece, tranquila e em um abraço que demorou 27 anos para acontecer, mãe e filha se reconciliaram. Entre as confidências, pedidos de desculpas, perdão, reconciliação. Agora uma nova vida e muito assunto para colocar em dia.
Fonte: G1