quinta-feira, 12 de maio de 2016

Governo Temer reduzirá nove ministérios; Dois piauienses cotados para cargos

                             Ex-ministro João Henrique com Temer
Os piauienses João Henrique Sousa e Henrique Pires, ex-presidente da Funasa, estão cotados para assumir cargos no governo Michel Temer. João Henrique - que foi ministro na gestão de Fernando Henrique Cardoso - é um político de confiança de Temer, e eles sempre foram confidentes. O piauiense vem ajudando o vice desde a montagem de seu discurso até a definição da equipe de governo. Henrique Pires, que ocupou a presidência da Funasa na gestão Dilma por indicação de Temer, admite que os piauienses ajudarão a nova gestão.
                        Henrique Pires, ex-presidente da Funasa
"Com certeza João Henrique vai ajudar o governo Temer, assim como eu. Se quando ele era vice mandava em mim, agora então é que obedecerei a seu chamado. Vou lhe ajudar no que for preciso”, disse Pires, que é amigo pessoal de Temer. De Brasília, João Henrique falou ao Cidadeverde.com e confirmou que ajudará o governo Temer. Ele, porém, não quis confirmar a pasta que poderá ocupar. João Henrique disse que ficou até às 1h30 da madrugada com Michel Temer acompanhando a votação do Senado em sua residência. 
“Estou feliz trabalhando no Senai e na secretaria da Fundação do PMDB, mas evidentemente se ele me chamar o ajudarei, vamos ver o que vai acontecer na próxima semana”, disse João Henrique.

João Henrique confirmou que Temer reduzirá 9 ministérios – passando de 32 pastas para 21. Ele também fez parte da comissão que estudou o ajuste nos ministérios.
O piauiense informou ainda que Temer falará por 15 min após a posse dos novos ministros previsto para às 16h de hoje.
Redução de 10 ministérios e discurso de posse será de 15 min
“Seu discurso será de conciliador, se mostrando preocupado com a crise e a situação econômica e sempre buscando o diálogo”, revelou João Henrique.
Ele antecipou ainda que Temer criará um conselho de política de desenvolvimento para analisar as concessões e as PPPs (Parceria Público Privada). Quem irá coordenar os trabalhos será o ex-ministro Moreira Franco, presidente da Fundação Ulysses Guimarães. 
Lista de ministro de Temer:
Gilberto Kassab, ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
Raul Jungmann, ministro da Defesa
Romero Jucá, Planejamento, Desenvolvimento e Gestão
Geddel Vieira Lima, ministro-chefe da Secretaria de Governo
Sérgio Etchegoyen, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional
Bruno Araújo, ministro das Cidades
Blairo Maggi, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Henrique Meirelles, ministro da Fazenda
Mendonça Filho, ministro da Educação e Cultura
Eliseu Padilha, ministro-chefe da Casa Civil
Osmar Terra, ministro do Desenvolvimento Social e Agrário
Leonardo Picciani, ministro do Esporte
Ricardo Barros, ministro da Saúde
José Sarney Filho, ministro do Meio Ambiente
Henrique Alves, ministro do Turismo
José Serra, ministro das Relações Exteriores
Ronaldo Nogueira de Oliveira, ministro do Trabalho
Alexandre de Moraes, ministro da Justiça e Cidadania
Mauricio Quintella, ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil
Fabiano Augusto Martins Silveira, ministro da Fiscalização, Transparência e Controle (ex-CGU)
Fábio Osório Medina, AGU 
cidadeverde.com