sexta-feira, 13 de maio de 2016

Parnaíba: Acusado do latrocínio do frentista Francisco está preso

A Polícia Civil cumpriu cedo desta manhã (13/05) um mandado de prisão preventiva contra José Rodrigo dos Santos, 32 anos, no povoado Quilômetro 16, zona rural de Parnaíba. Ele é acusado de latrocínio e associação criminosa. Segundo a polícia, foi Rodrigo Santos quem apertou o gatilho e matou o frentista Francisco José Rodrigues, 41 anos, morto dentro de uma loja no centro de Parnaíba, crime ocorrido no dia 16 de março.
Questionado sobre o latrocínio, o mesmo negou. As informações da Polícia Civil são ainda de que após o latrocínio, Rodrigo enterrou a moto utilizada no crime, mas também negou. No momento do crime, quem conduzia a moto era Erismar Carvalho Pereira, 36 anos, mais conhecido “Preá”, que teve a prisão decretada e encontra-se foragido.
                                              Erismar Carvalho Pereira
Mesmo negando ser autor do latrocínio, os investigados relataram que foi Rodrigo quem matou. No momento em que passou a ser ouvido por autoridade policial, começou a relatar detalhes do crime, inclusive de como a polícia poderia encontrar o carro usado para dar fuga aos envolvidos na ação. Desde o assassinato que Rodrigo não se ausentou de Parnaíba, mesmo com as prisões acontecendo. Ele vivia tranquilamente na zona rural do município.
                                        José Rodrigo dos Santos
Também foi decretada a prisão de Flávio Kleber Siqueira da Silva, 27 anos, mais conhecido “Serginho”. Quando os policiais chegaram a casa do mesmo no Bairro Nova Parnaíba, próximo ao local conhecido como “Beco da Goela”, estava tudo revirado e o inquirido já tinha fugido. Outras pessoas também tiveram a prisão solicitada, mas estão também foragidas.
                                       Flávio Kleber Siqueira da Silva
Segundo a polícia, as provas e os depoimentos, dos que já foram ouvidos, afirmam que foi Rodrigo Santos quem baleou Francisco Rodrigues, invadiu a loja e roubou o malote com dinheiro. Os agentes de Polícia Civil, chefiados por Robinson Castillo, conduziram o acusado para a Central de Flagrantes.
Por Daniel Santos
Portal Costa Norte