quinta-feira, 5 de maio de 2016

PARNAÍBA: Faltar às sessões não é uma prerrogativa de um vereador

Alguns vereadores irão sofrer barbaridades quando não retornarem ao "trabalho" no dia 1º de janeiro de 2017. A rotina de "trabalho" de 70% do Legislativo de Parnaíba é como diria alguns,"mamão com açúcar." O que à população de Parnaíba espera de um parlamentar é que ele cumpra pelo menos o básico e apresente proposições para sanar os muitos problemas estruturantes que nossa cidade possui. Mas, infelizmente temos no Legislativo de Parnaíba, vereadores que faltam constantemente as sessões e ainda tem o desplante de falar, ao vivo e a cores, que o vereador tem direito a faltar às sessões. "Passei vários dias sem aparecer aqui, isso é um direito que todo vereador tem", ressaltou o vereador, João Câncio Neto. Em outro momento de despautério, o mesmo vereador deixou claro o seu descontentamento em ter que sair de casa para comparecer ao seu local de trabalho, local esse que ele "frequenta" há mais de 20 anos. "Eu me desloquei de casa, distante 12 km, correndo riscos para chegar aqui e ter que ouvir discussões pequenas". É interessante avisar ao nobre vereador que, sair de casa para trabalhar correndo riscos, dos mais diversos, é uma constante na vida do povo brasileiro, povo esse que o elege há décadas.
É lamentável ter que ouvir declarações infelizes como essa, ainda mais partindo de um vereador eleitor e pago pela população. 

Um vereador com mais 20 anos de mandatos, quase consecutivos, já deveria saber, de cor e salteado, os Artigos do Regimento Interno da Câmara Municipal de Parnaíba, mas, pelo visto, o nobre vereador não se deu ao trabalho de ler e estudar o Regimento da Casa, que o abriga há tantos anos. 
O Artigo 252 Inciso V mostra, de forma incontestável, que, caso o vereador, falte a 5 (cinco) sessões consecutivas ou a 45 (quarenta e cinco) intercaladas ele poderá sofrer sansões, inclusive com a perda temporária do mandato.
Um vereador de Parnaíba percebe a titulo de subsídio (salário) R$ 10 mil, com outros R$ 10 mil a titulo de verba de gabinete. Cá pra nós, o salário de um vereador passa longe de ser uma ``merrequinha``, como já ouvi falarem. Se o salário é ótimo e as condições de trabalho melhor ainda, comparecer ao seu local de trabalho, devidamente trajado, é o mínimo que à população exigi de um representante do povo.
Infelizmente, no Brasil, a eleição proporcional ao cargo de vereador não é levada a serio, como deveria. Votar em qualquer um, simplesmente, para ficar quite com a justiça eleitoral e penar por 4 (quatro) anos sem representatividade, é uma rotina nefasta para boa de muitos eleitores.
Fonte: Walter F. Fontenele / Portalphb
Foto: Divulgação