sexta-feira, 17 de junho de 2016

Dupla de jovens em uma moto troca tiros com a polícia e um é baleado, em Parnaíba

O presidiário em regime aberto Mauro Pereira Dias, e seu comparsa Diego Gabriel Cardoso Silva, foram presos por volta de 1h40 desta madrugada de sexta-feira (17), após fuga e troca de tiros com a polícia.
Uma equipe de policiais da divisão de trânsito do 2º BPM fazia patrulha de rotina pela cidade quando viu dois suspeitos em uma moto pop com faróis apagados na contramão em direção ao cruzamento da Rua Armando Burlamaqui com Avenida São Sebastião, no bairro São Francisco, quando foram seguidos taticamente pela viatura.
Sabendo da policia no seu encalço, os suspeitos aumentaram a velocidade e na altura do cruzamento da Rua Tabajara com a Rua Caramuru no bairro São Francisco, o veículo sofreu acidente e a dupla foi de encontro ao chão. Naquele momento, Mauro Pereira Dias sacou um revólver da cintura e efetuou um disparo contra a viatura. Os policiais revidaram com dois tiros, um atingiu o braço do atirador. Enquanto Gabriel sofreu raladuras em consequência da queda. Revólver e munições, uma deflagrada contra a polícia, foi apreendido após ser jogado no canteiro centra do balão da Guarita
Após efetuar o disparo, Mauro dispensou a arma no canteiro central do Balão Guarita quando fugia passando por dentro de um posto de combustível, onde outra viatura da PM dando apoio à perseguição conseguiu apreender o revólver calibre 38.

Diego Gabriel e Mauro Dias são suspeitos de uma série de assaltos praticados em Parnaíba. Mauro Pereira Dias - disparou contra policia e de troco recebeu um tiro. Foi levado a Central de Flagrantes e depois ao hospital com um projetil alojado no braço. Ao chegar no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda), Mauro Dias mesmo algemado tentou fugir sendo contido pelos policiais já fora do hospital.
Mauro Dias é preso da justiça no regime aberto condenado no crime de furto pela comarca de Luís Correia e usa tornozeleira eletrônica. Já fugiu do presidio de Parnaíba e sendo um criminoso de alta periculosidade.
Edição: Jornal da Parnaíba
Com informações do Portal do Catita