quarta-feira, 29 de junho de 2016

PI: Número para 'crimes de trânsito' só perde para tráfico e roubo de carros

Os crimes de trânsito estão entre os que mais provocam aberturas de inquéritos no Piauí. De acordo com levantamento feito pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Trânsito (DRCT), de 1º de janeiro a 31 de maio deste ano, 136 inquéritos foram instaurados no Piauí e em 73 deles tiveram mortes, ou seja, uma média de quase 30 inquéritos por mês e um por dia. Em todo o ano passado, foram contabilizados 381 inquéritos. O Estado não tem nenhum preso pelo crime.
Do total de inquéritos instaurados na DRCT, foi constatado quem em 59 deles o acidente foi provocado por embriaguez ao volante, deixando 9 vítimas lesionadas. Em 4 casos houve lesão corporal culposa qualificada. Sobre os casos com mortes, 16 foram acidentais (quando o indivíduo morre em acidente sem a participação de outra pessoa), 56 por homicídio culposo (sem intenção de matar) e uma por homicídio doloso (com intenção de matar).
De acordo com a delegada Cassandra de Moraes Sousa, o número de crimes de trânsito só perde para tráfico e roubo de carros. Em 2015, a Delegacia de Repressão a Entorpecentes (Depre) registrou 421 inquéritos e a Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter) registrou 402 inquéritos.
"Infelizmente contamos com muita demanda para uma estrutura ainda pequena. São apenas duas delegadas (ela e a delegada adjunta Érica Mourão) responsáveis por investigar os crimes de trânsito. Tentamos dar agilidade as investigações, mas acabamos esbarrando na falta de estrutura também no Instituto Médico Legal (IML) e no Instituto de Criminalística", comentou.
Fonte:180Graus