sexta-feira, 15 de julho de 2016

Atentado na França deixa ao menos 80 mortos e dezenas de feridos; VEJA O VÍDEO

Pelo menos 80 pessoas morreram e 50 ficaram feridas em um atentado na noite desta quinta-feira (14) na cidade de Nice, no Sul da França. Um caminhão atropelou milhares de pessoas que participavam da festa da Queda da Bastilha, tradicional feriado do país.
De acordo com o governo francês, a ação foi classificada como um atentado, pois o caminhão estava carregado com armas e granadas.  A informação sobre os mortos foi repassada pelo Tribunal de Nice, mas este número ainda pode aumentar. Assista o vídeo:

Como aconteceu 
Segundo a imprensa francesa, o veículo entrou na área fechada da Esplanada dos Ingleses, avenida litorânea da cidade da Côte D'Azur, por volta das 22h30 (17h30 em Brasília), pouco antes da queima de fogos que marca o mais importante feriado francês. Segundo o sub­prefeito da cidade, o caminhão teria percorrido uma longa distância.


Cinquenta minutos depois do ocorrido, a polícia cercou a área onde estava o caminhão, perto da praça Masséna. Segundo a imprensa francesa, um dos ocupantes do caminhão foi morto e o outro continua foragido.
Não só os populares que estavam na festa, mas todo o país ficou em pânico. Em um vídeo divulgado pela imprensa francesa, é possível ver a imagem devastadora de corpos espalhados pela avenida. Já em outra gravação é perceptível o desespero das pessoas, durante o atentado. 
Michel Temer
Em mensagem nas redes sociais, o presidente interino, Michel Temer, lamentou o ataque no sul da França.
Leia a nota na íntegra 
O povo francês foi vítima da mais injustificada intolerância neste 14 de julho. É abjeta e ultrajante a ação perpetrada contra inocentes que celebravam os mais elevados valores universais: a liberdade dos povos? a igualdade entre os cidadãos e a fraternidade como elemento das relações entre seres humanos.
Os assassinos não conseguirão seu intento. Muito ao contrário, apenas reforçarão os laços entre países livres, que buscam a igualdade de condição entre as nações do mundo. E a fraternidade continuará a guiar nossos povos.
Hoje, mais do que nunca, somos todos franceses. Irmãos na dor e solidariedade a todos os mortos e feridos, suas famílias e amigos. O Brasil se une a todos que desejam e lutam pela paz e harmonia no mundo. Estamos juntos contra a intolerância e a barbárie.
Fonte: GP1