terça-feira, 19 de julho de 2016

Dois suicídios movimentam a Polícia Militar em Parnaíba

 Dois suicídios movimentaram a Polícia Militar nesse final de semana em Parnaíba. Assunto foi discutido nas redes sociais. Dois jovens, um de 23 anos no Bairro Piauí e outro de 25 anos no Bebedouro, optaram pelo autocídio. O fato intrigou os parnaibanos, já que a realidade é cada vez mais comum nesta cidade.
Antes do ato suicida, comumente, alguns sinais no comportamento das pessoas são apresentados quando tem essa ideia fixa de autoextermínio. São indicativos a mudança de personalidade, histórico na família de suicídio, ansiedade, pânico, vergonha, perda recente, desejo súbito de concluir afazeres pessoais, sentimento de solidão, impotência, desesperança, cartas de despedida, doença física crônica, alcoolismo, menção repetida de morte ou suicídio, bem como tentativa entre outros.
Portanto, é importante que as pessoas ofertem apoio emocional, identifiquem sentimentos de ambivalência no indivíduo, fazer contato com a família e com profissionais da saúde. Quando alguém tem um plano definido para cometer o suicídio há alto risco. Quando pessoas próximas e o profissional da saúde esgotam todas as alternativas de convencimento, se faz necessária uma internação involuntária.
Na noite de segunda-feira (18/07) um núcleo de profissionais se reuniu em torno de uma formação sobre o tema “Suicídio: reflexão sobre mitos, verdades e prevenção”. Esta foi uma das atividades da equipe que tem por finalidade a instalação de um Centro de Valorização da Vida (CVV) em Parnaíba.

Uma Organização Não Governamental (ONG) que está ganhando forças nesta cidade em favor da vida. Para instalação de um Posto do CVV em Parnaíba é preciso o apoio da iniciativa pública e privada para assegurar as instalações do empreendimento. Atualmente, o grupo articulador do CVV em Parnaíba dispõe do número (86) 8808 5351 (Watts App).
Por Daniel Santos
Portal Costa Norte