sexta-feira, 29 de julho de 2016

Droga apreendida no Piauí vinha de São Paulo e tinha o Ceará como destino

Cerca de 95 kg de maconha estão avaliados em aproximadamente R$ 200 mil, mas valor arrecadado poderia ser ainda maior, no varejo. A Polícia Civil do Piauí apresentou nesta sexta-feira (29) os 95 Kg de maconha apreendidos na cidade de Colônia do Gurgueia, a 306 km de Teresina.
A droga está avaliada em mais de R$ 200 mil, visto que cada tablete de maconha com aproximadamente um quilo custa cerca de R$ 2 mil, mas esse montante pode ser ainda maior na comercialização da droga no varejo.
De acordo com o delegado geral Riedel Batista, a procedência da droga está sendo investigada. “Tudo indica que ela vem do Paraguai e seguia em linha de São Paulo para Fortaleza, no Ceará. Mas essa apreensão é apenas uma parcela do trabalho que estamos realizando. Vamos seguir as investigações para identificar quem forneceu e para quem a droga seria destinada”, explicou Riedel, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta.
Droga poderia render mais de R$ 200 mil a traficantes (Foto: Cícero Portela / O DIA)


Durante a operação realizada na noite de segunda-feira dois suspeitos foram presos e dois adolescentes foram apreendidos.
O delegado geral ressalta que o trabalho de combate às drogas está sendo intensificado com a realização de barreiras policiais em todo Estado. “Em 15 dias, a Polícia apreendeu mais de 250 Kg de maconha”, informa Riedel.
Os delegados Charles de Holanda, de Colônia do Gurgueia, e Yan Brayner, da Delegacia Regional de Picos, também participaram da coletiva de imprensa. 
Holanda afirma que o trabalho de investigação seguirá a cargo da Depre (Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes). O objetivo agora é descobrir outras pessoas que fazem parte da quadrilha, quais rotas são utilizadas para transportar as drogas, os Estados em que o grupo atua, dentre outras informações pertinentes.
O coronel Edson Ferreira, comandante de Policiamento dos Cerrados, afirma que a Polícia Militar está trabalhando de forma integrada com a Polícia Civil e com as Polícias de outros Estados para fechar todas as divisas do Piauí. 
"Nós temos atuado em três frentes para realizar a repressão ao tráfico, através das abordagens, das buscas e das barreiras. Nós estamos em todas as barreiras do Estado. Recentemente nós nos reunimos com representantes da área de segurança de Pernambuco, Bahia e Sergipe, e a gente está conseguindo fechar todas as divisas. Por exemplo, os municípios de Cristalândia, Avelino Lopes, dentre outros. Nós temos atuado com frequência nesses pontos estratégicos e temos conseguido bons resultados", pontua o coronel. 
Os delegados Riedel Batista e Charles de Holanda e o coronel Edson Ferreira concederam entrevista coletiva para dar detalhes da apreensão de drogas (Foto: Cícero Portela / O DIA)
O delegado Charles de Holanda, de Colônia do Gurgueia.
 (Foto: Moura Alves / O DIA)