quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Com débito de quase R$ 3 milhões, prefeitura de Luzilândia tem energia cortada

A Eletrobras Distribuição Piauí suspendeu o fornecimento de energia elétrica da Prefeitura Municipal da cidade de Luzilândia, a 240 km de Teresina, por falta de pagamentos de 2.084 faturas atrasadas, totalizando um débito de R$ 2.976.968,83. O corte aconteceu no dia 29 de julho. 
Segundo levantamentos do departamento de Atendimento aos Clientes, após o corte da energia, a Prefeitura realizou a autorreligação à revelia da Empresa. Foi registrado um boletim de ocorrência na delegacia da cidade, comunicando o fato e, em seguida, foi retirado o ramal de ligação de aproximadamente 120 metros que fazia a ligação direta da rede de distribuição, interrompendo mais uma vez o fornecimento de energia do órgão.
A prefeitura recorreu à justiça e no dia 02 de agosto o juiz de direito da vara única da Comarca de Luzilândia concedeu liminar determinando que a Eletrobras religasse a energia, num prazo máximo de 24h, das seguintes unidades consumidoras de Luzilândia: UC 1487450 (Secretaria de Ação Social) e UC 1482467 (sede da Prefeitura).
A Eletrobras informa que irá adotar as providências cabíveis, inclusive notificando o Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado, sobre a gravidade do caso, uma vez que o ato ilícito compromete toda a coletividade do Estado.

“Os cálculos para a determinação da tarifa de energia elétrica têm, como um dos parâmetros, as perdas por inadimplência, portanto, o descumprimento de um órgão público onera todos os demais, gerando um dispêndio desnecessário de recursos”, concluiu Márcia Daniella, gerente do departamento de Atendimento aos Clientes.
cidadeverde.com