quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Dois homens são mortos durante discussão por conflito de terras no PI

Nesta segunda-feira (5), dois homens, identificados apenas por Sidiney e Ademar, foram brutalmente assassinados por vigilantes da empresa RH Segurança, na Fazenda Anta, que fica a cerca de 150 KM da cidade de Baixa Grande do Ribeiro, no Sul do Piauí.
Sidiney, uma das vítimas, era gerente da Fazenda Anta, e Ademar era funcionário dele. Ambos foram mortos com dois tiros de revólver Calibre 38. Segundo o comandante da Polícia Militar de Uruçuí, major Feitosa, após o crime, os suspeitos fugiram do local em dois veículos, uma caminhonete, modelo Hilux, que tinha cinco ocupantes e uma Duster com três pessoas.
Na fuga, houve um capotamento próximo a Fazenda Insolo e alguns ocupantes foram capturados por pessoas que trabalham na Fazenda Canaã. Foram presos os vigilantes Francisco Ribeiro da Silva, José Rerisvaldo da Silva e Gildo Gomes de Sousa.
Eles foram apresentados ao delegado Célio da Delegacia Regional de Uruçuí e depois autuados em flagrante delito. Ainda de acordo com a Polícia Militar, os acusados do assassinato são seguranças de uma empresa de Teresina. A suspeita do crime é que tenha sido por disputa de terras.
Outro lado
A RH Segurança enviou uma nota a imprensa, onde afirmou que os procedimentos adotados pelos profissionais aconteceram de acordo com as normas padronizadas.
Confira a nota na íntegra!

A empresa RH Segurança vem a público através desta nota esclarecer que os procedimentos tomados durante conflito que aconteceu em fazenda do município de Baixa Grande do Ribeiro, interior do Piauí, na tarde de ontem (05/09/2016) estavam dentro da regularidade. 
Os procedimentos adotados na ação foram realizados conforme as normas de segurança padrão. Os profissionais, que estavam no exercício legal da profissão de segurança, seguiram o procedimento padrão ao constatar a invasão da fazenda contratante dos serviços da empresa RH Segurança. Foi solicitado que os invasores se retirassem do local, porém os mesmos efetuaram disparos contra a equipe de segurança, o que ocasionou a defesa da equipe de profissionais da RH Segurança. As autoridades responsáveis Polícia Militar e Polícia Civil estão cientes sobre o contrato da fazenda com a empresa RH Segurança. A empresa está com todos os documentos necessários para comprovar sua regularidade: contrato de prestação de serviços de segurança patrimonial, ofício encaminhado às autoridades responsáveis do município e guia de tráfego de armas.
A empresa RH Segurança, que está no mercado há 12 anos e é composta por profissionais com formação acadêmica e experiência profissional na área de segurança pública e privada, está à disposição para quaisquer outros esclarecimentos.
Fonte: GP1