quarta-feira, 28 de setembro de 2016

MP-PI intensifica fiscalização para coibir crimes eleitorais na reta final

Todas as cidades que sediam Zonas Eleitorais terão um promotor de justiça. Preocupação maior é com as cidades onde o clima está mais acirrado.
O Ministério Público do Piauí (MP-PI) vai intensificar a atuação nesta reta final de campanha em todos os municípios do estado. O objetivo principal é impedir crimes eleitorais como a compra de votos e outras tentativas de modificar a escolha do eleitor. Um promotor de justiça será colocado em cada uma das 98 zonas eleitorais do Piauí.
“O objetivo é que essas eleições tenham realmente a ampla fiscalização por parte do Ministério Público Estadual. Claro que nós somos uma ferramenta, mas precisamos da sociedade porque ela é que vai nos ajudar na luta e no combate a corrupção eleitoral que tanto mal causa a nossa população”, falou o promotor Glécio Setúbal.
O promotor destacou ainda que o eleitor precisa ter a consciência de que o voto vai afetar sua vida pelos próximos quatro anos. Nessa reta final de campanha, a maior preocupação dos promotores de justiça é com as cidades do interior onde o clima de rivalidade está mais acirrado devido à disputa eleitoral.
Portaria
O secretário de Segurança Pública do Piauí, Fábio Abreu, deverá baixar decreto proibindo a venda de bebidas alcoólicas em todo o Piauí nos dias que antecedem o pleito eleitoral. A expectativa é de que a comercialização seja vetada no sábado e liberado apenas após a apuração dos resultados.
Fonte: G1/Piauí