sábado, 15 de outubro de 2016

Estudante de Direito é assassinada com tiro na cabeça; policial é preso, no PI

Jovem trabalhava no evento e policial do CE teria recusado pagar o ingresso para entrar. O assassinato da estudante de Direito Suellen Marinheiro Lula, de 21 anos, na madrugada deste sábado (15/10) chocou a população do município de Valença. Ela foi atingida com um tiro na cabeça que teria sido disparado por um policial militar do Ceará que se recusava a pagar ingresso de uma festa. O crime aconteceu na frente de um clube no bairro Novo Horizonte, onde a família de Suellen organizava uma festa. A jovem vendia os ingressos e o policial, que reside em Pimenteiras, se recusava a pagar a entrada. O irmão da vítima entrou na discussão e um tumulto foi iniciado.
O policial, identificado como Rafael Nascimento, teria sacado a arma, e segundo testemunhas, efetuado dois disparos, um deles atingindo a cabeça da jovem. Rafael quase foi lixado pelas pessoas que estavam próximo até que a polícia o prendeu em flagrante. A arma do crime não havia sido encontrada.
Suellen chegou a ser socorrida, mas chegou ao Hospital Regional Eustáquio Portela, em Valença, sem vida. A jovem estudava Direito na Faculdade R. Sá, em Picos, e nas redes sociais amigos fizeram varias homenagens.
Fonte: 180Graus