domingo, 9 de outubro de 2016

Menina de 14 anos é acorrentada pela própria mãe em Parnaíba

Uma batida policial por volta das 23hs deste sábado(08) na residência localizada na Quadra B, casa 01, conjunto João Paulo II, resultou na prisão da senhora Maria Frankileide R. de Carvalho, acusada de ter deixado sua própria filha, uma menina de 14 anos, acorrentada em um cômodo de sua casa, mantendo-a em cárcere privado. A mãe da menor teria saído de casa para trabalhar e deixou sua filha dentro do quarto com uma janela aberta, sendo que uma prima da vítima teria visto a cena e acionado à policia.
Ao retornar do trabalho, Maria Frankilieide encontrou uma grande multidão em frente à sua casa, incluindo à policia, que adentrou na casa e liberou a jovem da corrente com cadeados. O caso foi levado para central de flagrantes com a prisão de Maria Frankileide. Em depoimento ao delegado Eduardo Ferreira, no cartório criminal daquela distrital, Maria Frankileide disse que deixou sua filha amarrada e acorrentada pelo fato da jovem viver fugindo para consumir drogas, juntamente com umas primas, acrescentando que na segunda-feira(10/10) iria leva-la ao Caps para tratamento. A jovem prestou depoimento ao delegado informando que sua mãe já tinha lhe acorrentado muitas vezes, por querer seu relacionamento com um sujeito, o qual não informou o nome. Os policiais Vilela e AL,CFS Eudes, que efetuaram a prisão de Maria Frankileide, disseram ao delegado que a menor já teria fugido uma vez do cárcere ao serrar os cadeados.

Fonte: Portal do Catita