segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Pente fino do INSS cancela 80% dos auxílios-doença já avaliados

80% dos benefícios revisados pelo INSS no primeiro mês da operação pente-fino foram cancelados. O balanço foi divulgado pela Associação Nacional dos Médicos Peritos do INSS (ANMP). Segundo os dados, apenas 20% dos auxílios-doenças e das aposentadorias por invalidez concedidos estavam dentro das normas.
Todos os beneficiários que recebem o recurso mensal há mais de dois anos e têm menos de 60 anos passarão por perícia e se não comparecerem serão excluídos da Previdência. Estão nessa situação 530 mil pessoas que recebem auxílio-doença e 1,1 milhão de aposentados por invalidez. Até agora só foram analisados 5 mil casos de auxílio-doença. 
O maior problema encontrado é que mais de 50% dos segurados estavam trabalhando e contribuindo para a Previdência, o que não é permitido. Também foi visto que 20% dos beneficiários nunca contribuíram para a Previdência ou não atingiram o número mínimo de contribuições. Dos 530.157 brasileiros com auxílio-doença que passarão pelo pente-fino do governo, 99,2% (525.897) obtiveram o benefício por decisão da Justiça. Em 97% dos casos, o auxílio começou a ser pago de 2003 em diante.
Cidade Verde