quarta-feira, 5 de outubro de 2016

PF indicia Lula por propina de R$ 20 milhões da Odebrecht a sobrinha

O ex-presidente Lula foi indiciado nesta quarta-feira (04/10) por crime de corrupção passiva, envolvendo a empresa Odebrecht, onde a mesma tinha negócios em Angola.
Segundo a Polícia Federal (PF), o Lula teria ajudado a empresa Exergia, de sua sobrinha, Taiguara Rodrigues, a obter contratos que chegam a 20 milhões de reais. Ainda segundo a PF os contratos só era fechados por conta do parentesco com o ex-presidente.
Além da sobrinha da Lula, outros sete executivos da Odebrecht também foram indiciados. E agora, a construtora negocia um acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República (PRG). De acordo com os documentos encontrados dentro da empresa Exergia, Lula recebia o apelido de "Tio", "presidente", "Chef maior".
A PF ainda encontrou um pequeno diário, salvo no computador de Taiguara, onde ela escrevia todo o andamento das negociações e, em uma de suas passagens, ela escreve que Lula deu "carta branca" para as negociações na angola.
Fonte: El Pais