quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Sindicato dos bancários do Piauí vê possibilidade de fim da greve ainda esta semana

Após reunião com Fenaban, que durou até as 4h30min da madrugada, proposta gera 1% de ganho real do salário dos bancários.
O impasse entre banqueiros e bancários pode chegar ao fim ainda hoje. É o que acredita o presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí (SEEBF/PI), Arimatéia Passos. Segundo ele, a proposta dos banqueiros apresentada na madrugada de hoje (06) se aproxima do resultado que os grevistas esperam.
“É um cálculo complicado. Eles propuseram reajuste de 8% de aumento do salário e R$ 3.500 de abono, mais 15% no auxílio alimentação. Chega perto, por que vai dar 1% de ganho real do salário”, explicou Arimatéa Passos. A proposta dos bancos ainda inclui reajustes de 10% no vale refeição e auxílio-creche-babá.
Arimateia Passos, presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí (Foto: Moura Alves/ O Dia)
Os bancários pedem a reposição da inflação do período mais 5% de aumento real (totalizando 14,78% de reajuste), valorização do piso salarial - no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$ 3.940,24 em junho) e PLR de três salários mais R$ 8.317,90.
Apesar de ficar abaixo do valor pretendido pelos sindicatos, Arimateia afirma que é possível que a proposta seja aceita. “Sim, por que era essa nossa reivindicação, conseguir um aumento salarial que ficasse acima da inflação”, disse. Uma nova reunião, entre os bancários de todo o país, será feita às 17h de hoje, para decidir se a proposta será aceita ou não.
A última rodada de negociações entre os sindicatos dos bancários de todo o Brasil e a Fenaban (Federação Nacional de Bancos) começou por volta das 19 horas de quarta-feira e só terminou depois das 4 da manhã de quinta-feira. 
Fonte: Portal O Dia