.Publicidade

.Publicidade

segunda-feira, janeiro 09, 2017

Faxineira do PI que virou professora em Brasília é assunto no Fantástico

A professora Margarida Minervina da Silva, natural de São Julião-PI, popularmente conhecida como “Margarida do Primo”, foi destaque no ‘Fantástico’ da Rede Globo na edição deste domingo, 08 de janeiro. Margarida reside há 15 anos na cidade satélite de Ceilândia, no Distrito Federal, e virou referência pelo trabalho educacional voluntário que realiza com crianças carentes da comunidade Sol Nascente, umas das maiores favelas do Brasil.
Quando saiu de São Julião para Brasília, seu primeiro emprego não foi como professora e sim como gari. Depois disso, virou diarista e até faxina em cemitério ela já fez. "Eu fazia bico lavando túmulos de cemitérios por R$ 1 cada túmulo", disse Margarida.
A professora mora em um barraco no Sol Nascente, uma imensa ocupação irregular da periferia de Brasília que aparece como a segunda maior favela do país. O único sinal da presença do Estado no local é uma escola pública que Margarida ajudou a construir.
"Era o sonho da comunidade, o primeiro tijolo que lá foi colocado, eu estava lá ajudando", disse a professora.
Além de dar aulas e receber como salário pouco mais de R$ 500, Margarida ainda tem, ao lado de sua casa, uma escolinha de reforço que atende as crianças da comunidade, todas de escolas públicas.
O governo não dá nenhum tostão, nenhum empresário se interessa e o projeto sobrevive de doações da comunidade pobre do Sol Nascente.
"Todo mundo é capaz por igual, só que cada um tem o seu tempo, eu aprendo de uma maneira, você aprende de outra", disse Margarida ao repórter.
Fonte: 180 Graus