.Publicidade

.Publicidade

terça-feira, janeiro 17, 2017

Metrô de Teresina descarrila e deixa dois feridos após atingir estação

O metrô de Teresina descarrilou, na tarde desta terça-feira (17), e invadiu um terminal localizado na avenida Noé Mendes, na zona Sudeste de Teresina. Segundo informações da Polícia Militar, duas pessoas ficaram feridas no acidente. Em nota, a Companhia Metropolitana de Transportes Públicos informou que havia seis passageiros no metrô no momento do descarrilamento. 
O acidente teria sido provocado por uma falha nos freios do metrô. "O freio falhou e o maquinista perdeu o controle", conta o cabo Osiel Rodrigues, da Polícia Militar. 
As duas pessoas que ficaram feridas foi o maquinista e um passageiro. Ambos ainda não identificados. "O Samu levou eles, mas não foi nada grave", acrescenta o cabo Osiel. 
Com o acidente, parte do terminal ficou destruído e árvores foram arrastadas. A cabine também ficou danificada.
A vendedora de frutas, Janete Marques, estava dentro do metrô no momento do acidente. "Eu só vi que o metrô estava passando do lugar onde ele devia parar. Fiquei assustada quando vi que o metrô tinha perdido o controle", conta. Segundo a passageira, o maquinista saltou do metrô antes dele parar.

Uma equipe da Companhia Metropolitana de Transportes Públicos está no local realizando uma avaliação do que pode ter provocado o acidente.
O agente do maquinista Raimundo Bacelar, foi uma das vítimas do acidente,. Ele disse ao Cidadeverde.com que saltou fora do metrô no chão quando percebeu que o freio estava falhando. "Fiquei assustado e me joguei antes que algo pior acontecesse", conta Raimundo.
O agente sofreu apenas raladuras nas costas e nos braços e foi atendido em um hospital público.
Técnicos da perícia chegaram ao local por volta das 15h20 para investigar as causas do acidente. 
De acordo com o advogado da CMTP, Marcos Antônio de Araújo Santos, ainda não há uma causa específica para o descarrilamento do metrô, mas uma sindicância administrativa será aberta para investigar o que teria provocado o descarrilamento 
"Estamos fazendo o levantamento - tem uma equipe nossa no local para tentar saber o que foi que determinou, se foi realmente falha nos freios ou se foi imperícia - já foi determinado que se faça uma perícia na composição e vamos abrir uma sindicância administrativa para apurar essas causas. Nesse momento nós estamos com uma equipe dando suporte - parece que não foi nada grave, mas de qualquer forma nós temos uma equipe lá e verificar - nós estamos. O engenheiro Antônio Marques que é responsável pela manutenção dos trens foi enviado para o local", explicou.
A CMTP dispõe de dois trens e somente as viagens da tarde desta terça-feira (17) ficam comprometidas. O segundo veículo de reserva começa a circular amanhã a partir da primeira viagem as 5h50.
cidadeverde.com