sábado, janeiro 21, 2017

TCE-PI manda prefeito de Várzea Grande desfazer nomeações de parentes

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) determinou que o prefeito de Várzea Branca, a 561 km de Teresina, desligue todos os parentes nomeados para cargos comissionados na prefeitura do município. Conforme a decisão, o prefeito Idevaldo Ribeiro da Silva (PSB), conhecido como Cuim, terá que fazer o desligamento de forma imediata.
O suposto caso de nepotismo na prefeitura de Várzea Branca foi denunciado pelo vereador de oposição Gildemar Reis (PPL). As nomeações que motivaram a denúncia foram feitas ainda no governo passado, durante a primeira gestão do prefeito. Porém, esse mês, após ser empossado para o segundo mandato, Idevaldo adotou a mesma prática e nomeou filhos, irmão, esposa e um sobrinho no primeiro escalão da administração municipal.
Os conselheiros do TCE entenderam que os argumentos utilizados pela defesa do prefeito não foram suficientes para explicar o caso e determinaram o imediato afastamento dos nomeados. Conforme o TCE, a nomeação dos parentes afronta a Súmula Vinculante nº 13 do Supremo Tribunal Federal (STF) e fere os princípios da moralidade e da impessoalidade.
Idevaldo Ribeiro também foi multado em 200 UFR-PI, o equivalente a R$ 640. O relator do processo foi o conselheiro substituto Jaylson Campelo e a decisão, publicada na quarta-feira (18), foi unânime. 
O Política Dinâmica não conseguiu contato com o prefeito para comentar o caso.
Fonte: Politica Dinâmica