.Publicidade

.Publicidade

quinta-feira, fevereiro 02, 2017

Em discurso, Wellington Dias chora ao falar da morte de dona Marisa, esposa do ex-presidente Lula

O governador Wellington Dias (PT) ficou visivelmente emocionado, chegando a chorar, ao lembrar a história da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva, que teve morte cerebral anunciada na manhã desta quinta-feira (2). 
Com voz embargada, o governador iniciou a leitura da mensagem na abertura do ano legislativo estadual, pedindo desculpa aos parlamentares e homenageando a mulher do ex-presidente Lula. 
Para o governador os últimos ataques à família de dona Marisa Letícia com a operação Lava Jato também influenciaram o agravamento de sua doença.
“O que fizeram com dona Marisa nos últimos meses é parte do que aconteceu. Digo isso e peço uma reflexão desse momento de intolerância, de abuso de autoridade, de denúncia falsa, fácil. Pessoas que não medem as palavras e isso mexe e transforma a vida das pessoas”, disse com lágrima nos olhos.
Ele anunciou que após a solenidade vai viajar a São Paulo para dar adeus a dona Marisa Letícia.
Wellington Dias lembrou que é afeito à mensagem escrita e resgatou a importância da ex-primeira-dama para o País. 
“É um momento doloroso. Eu sei o papel de dona Marisa exerce para o País na sua responsabilidade e simplicidade. Tive privilégio de ficar em sua casa...dona Marisa tinha sensibilidade social extraordinária”. 


Em sua fala, Wellington lembrou a mensagem escrita por dona Marisa quando costurou a primeira bandeira do PT. O governador ressaltou que o papel de dona Marisa foi fundamental para o Lula se tornar o líder que é hoje. 
“Peço desculpa aos deputados, mas não podia estar aqui na casa do povo e não resgatar a história de dona Marisa. O projeto de Lula é importante para o Brasil, mas também para o Estado do Piauí”. 
O governador falou por mais de 1h na tribuna da Assembleia, destacou os investimentos e destacou que a prioridade número um é geração de emprego e reduzir o déficit previdenciário. 
cidadeverde.com