segunda-feira, março 27, 2017

Ciro Gomes diz que “mete bala” na turma de Sérgio Moro; assista vídeo

O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT-CE) causou polêmica ao comentar o mandado de busca e apreensão e condução coercitiva contra o blogueiro Eduardo Guimarães.
As declarações foram endereçadas ao juiz Sergio Moro, que julga as ações da operação Lava Jato e expediu o mandado em questão. No vídeo, Ciro afirma que “receberia a turma de Moro na bala”.
O ex-ministro também não deve ser candidato em 2018.
A CNT/MDA também indagou as pessoas sobre suas intenções de voto para as eleições presidenciais de 2018. Na pesquisa espontânea, o ex-presidente Lula (PT) aparece na liderança, com 16,6% das intenções de voto.
O deputado Jair Bolsonaro (PSC) é o segundo colocado, 6,5%, seguido por Aécio Neves (2,2%), Marina Silva (1,8%), Michel Temer (1,1%), Dilma Rousseff (0,9%), Geraldo Alckmin (0,7%) e Ciro Gomes (0,4%).
Ex-ministro de Lula, Ciro Gomes (PDT-CE) torce para que o petista não concorra à Presidência. Pelo país (“seria um desserviço”) e por ele, que se vende como o nome progressista para 2018. “Não tenho a menor vontade de ser candidato se o Lula for”, disse à Folha de S. Paulo. Ele também não vê em Marina Silva (REDE – AC) uma opção viável para 2018.
Fonte: Yahoo