Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

terça-feira, março 21, 2017

Mais de 180 mil crianças piauienses ainda vivem na pobreza extrema

Mais da metade das crianças até 14 anos do Nordeste (54%) vivem com renda domiciliar per capita mensal igual ou inferior a meio salário mínimo. A região só não é pior que o Norte, onde 60,6% das crianças estão nessa situação. Os dados são referentes a 2015.
No Piauí, 443.524 crianças vivem com até meio salário mínimo. E 180.122 crianças estão em situação de extrema pobreza, com renda igual ou inferior a 1/4 do salário. Os dados são do relatório 'Cenário da Infância e Adolescência no Brasil', divulgado pela Fundação Abrinq.
A realidade das crianças é reflexo da situação também dos adultos. Mais de 1,4 milhão de piauienses ainda estão em situação de pobreza (renda < 1/2 SM). E mais de 633 mil piauienses estão na pobreza extrema (renda < 1/4 SM).
No país, 17 milhões de crianças até os 14 anos vivem em domicilio de baixa renda, o que equivale a 40,2% da população brasileira nessa faixa etária. Desse total, 5,8 milhões vivem em situação de extrema pobreza, caracterizada quando a renda per capita é inferior a 25% do salário mínimo.
Os dados completos podem ser vistos no site www.observatoriocrianca.org.br
O Tocantins concentra o maior número de crianças vivendo na pobreza, são mais de 8 milhões de pessoas até 14 anos nessa situação. Veja a situação de alguns estados brasileiros:
cidadeverde.com