sábado, março 11, 2017

Prefeitura de Luís Correia entra com ação civil de improbidade administrativa contra Adriane Prado

A Prefeitura Municipal de Luís Correia - PI entrou com ação civil de improbidade administrativa contra a ex-prefeita Adriana Prado (PP), segundo a denúncia vários tópicos motivaram a atual administração a fazer a denúncia. Adriane deixou o Governo Municipal de Luís Correia em estado de calamidade, a imprensa na época denunciava o descaso da gestora e já insinuava que no futuro a ex-prefeita poderia responder por seus atos.
Segundo a denúncia, Adriane e sua equipe não entregaram documentos necessários para atual administração, além disso, a ex-prefeita também teria problemas referente à publicação do relatório de gestão fiscal (RGF), na publicação do relatório resumido de execução orçamentaria RREO e tudo poderá ser investigado, caso se comprove Adriane será penalizada judicialmente.
Um dos setores que sofreu com o descaso do fim da gestão de Adriana Prado foi à saúde municipal, a população sofreu muito segundo relatos, na denúncia apresentada contra a ex-prefeita, ela não teria apresentado comprovação de aplicação mínima de recursos em saúde.
São várias as denúncias que pesam contra Adriane prado, inclusive cita-se que houve dificuldades durante o processo de transição municipal, a equipe da gestora não teria colaborado e inclusive negou-se a repassar documentos. A improbidade administrativa é regulada no Brasil pela Lei n.º 8.429, de 2 de junho de 1992, caso seja condenada Adriane Prado poderá perder bens que possam ter sido obtidos ilicitamente, ressarcimento dos danos materiais, perda da função pública, 5 a 8 anos de suspensão de direitos políticos, multa até o dobro do dano patrimonial e proibição de contratar com o poder público por cinco anos.