terça-feira, março 21, 2017

SAMU completa dois anos de atividade na cidade de Bom Principio do Piaui

O Ministério da Saúde (MS) vem concentrando esforços no sentido de implementar a Política Nacional de Atenção às Urgências, da qual o SAMU 192 é componente fundamental. Tal Política prioriza os princípios do SUS, com ênfase na construção de redes de atenção integral às urgências regionalizadas e hierarquizadas que permitam a organização da atenção, com o objetivo de garantir a universalidade do acesso, a equidade na alocação de recursos e a integralidade na atenção prestada.
Pensando nisso, a coordenação municipal do SAMU de Bom Princípio do Piauí: na pessoa do Sr. FRANCISCO ÍTALO DE MORAES VIEIRA, vem por meio desta nota parabenizar todos os profissionais que fazem parte do SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA (SAMU-192) que na presente data - 21 de Março de 2017 – completa 02 anos de atuação no município e reafirma seu compromisso e dedicação em servir a toda a população bompricipiense, com conduta exemplar e pautadas nos princípios da ética e da moral.
"Agradeço ao Excl. Sr. Prefeito APOLINÁRIO COSTA MORAES, assim como a Sra. ZILMAR SILVA NERES (Secretária municipal de Saúde) e ainda a todos que fazem a Coordenação Estadual do SAMU, a todos, o meu muito obrigado por todo empenho e esforços dedicados durante esses dois anos. E espero que juntos consigamos a cada dia melhorar a qualidade do serviço e que este se torne ainda mais eficiente e resolutivo diante dos desafios diários.
 Sabemos que para ser um Samuzeiro é necessário capacitação, treinamento, espírito de equipe, força de vontade, não ter medo de ir ao encontro do desconhecido, não se importar com o sol, calor, sair na chuva, lama, colocar os joelhos no chão (posição do socorrista). Ter humanidade para cuidar de pessoas que você nunca viu e que muitas vezes não se lembrarão do seu rosto e que em meio a tanto sofrimento não conseguirão lhe dizer se quer obrigado! (embora tenham aqueles que nunca esquecem e sempre que podem agradecem). É preciso AMOR, porque só é um samuzeiro de verdade quem ama o que faz, quem gosta. É uma profissão difícil e digo isso porque só há um chamado quando alguém está em dificuldade e precisando de nossa ajuda, nós não entramos em nenhuma residência, para tomar um café ou fazer uma visita, só vamos quando há alguém doente, sentindo dor, necessitando de um atendimento e fazemos o nosso melhor porque somos treinados para aliviar o sofrimento, para ajudar vidas a serem salvas.
Nesses 02 anos os profissionais foram atender os mais variados tipos de ocorrências e situações, muitas vidas salvas e/ou modificadas pela atuação desses “anjos da guarda”. O tipo de chamado, muitas vezes pode ser o mesmo, mas não existe ocorrência igual, cada plantão é diferente, não existe rotina. Todos os dias nós aprendemos e nos deparamos com situações diferentes, e a cada ocorrência damos mais valor a vida e a saúde.
Ascom PBP