.Publicidade

.Publicidade

segunda-feira, março 27, 2017

SÓ ALEGRIA: PMDB se reúne e quer autonomia dos cargos assumidos no governo do PT

O Diretório Estadual do PMDB se reuniu nesta segunda-feira (27) na sede do partido para discutir a aliança com o governo Wellington Dias (PT).
Participaram da reunião o deputado federal, Marcelo Castro, presidente do PMDB no Piauí, o presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho, o ex-ministro João Henrique Sousa, presidência do Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI), o deputado João Madison e o delegado Marllos Sampaio.
A cúpula do PMDB quer uma resolução imediata sobre a nomeação dos cargos anunciados pelo governador. As dependências são relacionadas às indicações dos cargos de segundo escalão no DER (Departamento de Estadual de Estrada e Rodagem) e na Sasc (Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania), que saíram do PT e está sendo comandada por indicação de peemedebistas. Por enquanto, o partido não nomeou os diretores e cargos comissionados.
Outra queixa dos peemedebistas é autonomia das coordenadorias que foram criadas. O líder do PMDB na Assembleia, deputado João Madison recuou na indicação da Diretoria de Combate a Pobreza Rural após ser informado de que não teria autonomia na pasta.
Após a reunião que foi fechada, Marcelo Castro confirmou que o acordo com o governo está mantido e que não há nenhuma insatisfação por parte do PMDB em relação à disposição dos cargos. Marcelo Castro afirmou ainda que o partido está sempre em dialogo com o governador Wellington Dias para afinar as decisões quanto à participação do PMDB.

“Estamos sempre em diálogo com o governador afinando as decisões, evidente que com a entrada do PMDB uns tem que sair para outros entrarem e não deixam de surgir certos problemas que a gente está resolvendo. Portanto, não há nenhuma insatisfação do PMDB em relação aos cargos, pois o governador nos disse que está acertando os pormenores em relação a isso”. 
Ele reiterou que o partido está junto com o governador nas ações administrativas e politicamente, inclusive para apoiá-lo a sua reeleição em 2018. 
“O acordo está consolidado, tranquilo e pacífico. A imensa maioria do partido tomou a decisão pelo apoio ao governo com a finalidade também de estarmos juntos em 2018”.
O deputado estadual João Madison (PMDB) informou que esteve com o governador Wellington Dias e está resolvendo os problemas quanto à autonomia dos cargos para que o PMDB possa assumir as pastas no governo. João Madison disse ainda que o governador está organizado o local onde irá funcionar o Diretoria de Combate a Pobreza Rural e sua indicação está mantida. 
"O governo está buscando soluções, já houve reunião com os secretários de Fazenda e de Planejamento e já estão buscando resolver os problemas de orçamento das coordenadorias e em relação ao um local onde vão funcionar todas as coordenadorias.As coisas começam a andar. É lógico que não dá para fazer isso rapidamente, mas a gente vê que há boa vontade do governo e do governador e vejo essas questões como problemas pontuais que serão resolvidos com diálogo e o partido está muito satisfeito e não acho que nada vai levar a um rompimento", garantiu João Madison. 
cidadeverde.com