.Publicidade

.Publicidade

sexta-feira, abril 28, 2017

Joice Hasselmann é agraciada por Mão Santa com a Medalha do Mérito Municipal

Um dos maiores símbolos anti-corrupção da atualidade, a jornalista, escritora e ativista política paranaense Joice Cristina Hasselmann, desde ontem está em Parnaíba e recebeu na manhã desta sexta-feira (28), das mãos do prefeito Mão Santa, a Medalha do Mérito Municipal em homenagem à luta, garra e coragem que a militante tem empreendido contra a corrupção na política brasileira.
Falando sobre corrupção, Mão Santa disse, em sua saudação à homenageada, que em toda sua trajetória política nunca viu tanta mazela e mancha como no atual momento que o Brasil enfrenta. Ele exaltou o trabalho feito por Joice, Sérgio Moro e demais brasileiros que enfrentam tais desmandos.
“Aprendi com Ulisses Guimarães que o cupim é quem corrói a democracia e nunca vi tanto cupim non Brasil, inclusive aqui em Parnaíba onde acabamos de matar com a derrota do PT”, disse.
Joice, ao fazer uso da palavra, elogiou a bravura do povo parnaibano que “escanteou” o PT do poder público municipal nas últimas eleições. Ela reconheceu que essa não foi uma tarefa fácil “pois o PT é uma organização criminosa, ditatorial que sabe traçar suas estratégias maléficas contra o crescimento e o progresso do Brasil”, disse de forma enfática, sob os aplausos do auditório lotado.
A ativista também teceu críticas ao governador Wellington Dias (PT), que tem criado cargos para aliados políticos a fim de se manter no poder. Joice falou ainda em consciência política e disse que é preciso levar os jovens a pensarem de forma livre. “Precisamos criar crianças que tenham liberdade de consciência, crianças que entendam e defendam a meritocracia”, ponderou.
Por criticar e levantar abertamente a bandeira anti-corrupção, por mais de uma vez ela já foi ameaçada de morte e teve sua casa invadida e saqueada. “Mas não tenho medo e não desisto do meu País. Parnaíba tem dado o exemplo, assim como Curitiba tem dado o exemplo para o Brasil, mas ainda temos muito mais trabalho pela frente, não vamos nos entregar”, encorajou.
A jornalista criticou o movimento da Central Única dos Trabalhadores (CUT), realizado hoje em todo o País, que fez muitos trabalhadores pararem suas atividades. “Eles fizeram os trabalhadores pararem em favor de um movimento petista disfarçado de luta contra a reforma trabalhista. Precisamos acabar com essa roubalheira. Todo o dinheiro usurpado anualmente no Brasil leva recursos que seriam para investimentos na nossa saúde, na nossa alimentação e na nossa educação, por isso, costumo dizer que a corrupção mata”, afirmou.
Por fim, a homenageada, que é casada com um piauiense, agradeceu a honraria e explicou sua relutância em aceitar os inúmeros convites que tem recebido de outros prefeitos, a fim de não ligarem a sua figura a filiação partidária de nenhuma espécie.
“Quero agradecer de coração a medalha. Já recebi esse convite de muitos prefeitos para ser homenageado e reluto, mas conheço a história do Mão Santa e sei que ele também tem lutado para livrar Parnaíba desse sistema político. Me sinto cidadã piauiense e agora passo a me sentir cidadã parnaibana. Muito obrigada”, finalizou.
Sobre a homenageada 
Joice trabalhou na Rádio CBN, na BandNews FM, na revista Veja, como apresentadora do TVeja, na RIC TV, afiliada da TV Record, além de passar pelo SBT e pela Rede Massa. Atualmente é jornalista independente, além de fazer participações em palestras e congressos País afora.
A jornalista ganhou notoriedade nacional ao empreender críticas ferrenhas e contundentes ao governador do Paraná Beto Richa e aos ex-presidentes Luís Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.
(Sup. de Comunicação -PMP)