quinta-feira, abril 27, 2017

Temer decide cortar ponto de servidores que entrarem em greve

O presidente Michel Temer decidiu, durante reunião com ministros, que vai cortar o salário dos servidores que participarem da greve geral convocada para esta sexta-feira (28).
A decisão foi tomada pelo presidente, nesta segunda-feira (24). Na mesma ocasião ainda foi decidido que os ministros seriam exonerados para votarem a reforma da Previdência na Câmara.
Segundo o Globo, a ideia do presidente é manter ao máximo o tom de normalidade no dia da greve. Michel Temer vai trabalhar normalmente em Brasília. Um forte esquema de segurança está sendo montado na Esplanada dos Ministérios, que ficará fechada.
Em outubro do ano passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) validou o corte de ponto de servidores que aderissem a paralisações. Há um decreto que permite o corte de ponto de servidores que aderirem a greves, mas isso nunca ocorreu nos governos petistas de Lula e Dilma.
Fonte: GP1