Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

quinta-feira, maio 18, 2017

Assistência Social realiza mobilização de combate ao abuso e exploração sexual em Bom Principio do Piauí

A Prefeitura de Bom Princípio do Piauí, por meio da Secretaria de Assistência Social e Conselho Tutelar, realizou na manhã desta quinta-feira (18/05) uma palestra com alunos da Unidade Escolar Lívio Ribeiro dos Santos, na praça Teresinha Jesus Marques Rabelo, com o psicólogo Demétrio Beutrão, onde explanou alguns assuntos relacionadas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.
O evento teve como objetivo principal a conscientização da temática para com as crianças e adolescentes em situação de abuso sexual, alertando para as consequências que este tipo de violência pode afetar ao longo da vida das vítimas.
O dia 18 de maio foi instituído no ano de 2000, pelo Projeto de Lei nº 9.970/00, como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. O dia foi escolhido devido ao assassinato de Araceli, uma menina de oito anos de idade que foi drogada, estuprada e morta por jovens de classe média alta, no dia 18 de maio de 1973, em Vitória (ES).
Em virtude desta data, a Secretaria de Assistência Social e realizou esta mobilização tendo como intuito informar e orientar a população sobre como denunciar casos de abuso e exploração sexual envolvendo crianças e adolescentes.
De acordo com o presidente do Conselho Tutelar, Leonardo Ribeiro, a campanha tem como foco a conscientização da população em geral. “Também queremos conscientizar os profissionais que trabalham com crianças e adolescentes para que possam identificar situações em que há iminência de abuso sexual, como evita-las e quais procedimentos devem ser adotados após a identificação”. Com isto, procuramos mostrar que as pessoas não devem se calar, e ter atitudes denunciando imediatamente pelo Disk 100”, finalizou Leonardo Ribeiro.
Participaram do encontro, o prefeito Apolinário Moraes, conselheiros tutelares, as coordenadoras Noélia Pereira e Cleuma e equipe do CRÁS.
ASSCOM-PMBP