Publicidade

Publicidade

terça-feira, 30 de maio de 2017

Polícia investiga quadrilha especializada na venda clandestina de carnes no Piauí

A Polícia Civil investiga uma suposta organização criminosa especializada na venda clandestina de carnes para frigoríficos. Os animais são furtados de propriedades às margens do Rio Parnaíba e em seguida abatidos para serem comercializados. Os furtos acontecem na região da Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina. 
Nesta segunda-feira (29), dois suspeitos de integrarem o grupo criminoso foram presos em flagrante. De acordo com informações do 22º DP, a dupla foi flagrada no momento do abate de um boi de 500 kg. "É um prejuízo muito grande e não é a primeira vez que fazem isso", lamenta o lavrador Francisco Pontes.
Os suspeitos foram identificados como Átila Costa de Sousa, natural do Ceará, e Devanilson Oliveira dos Santos, natural da Bahia. Os dois negam as acusações, mas para a Polícia Civil confessaram o crime. Pelo menos mais três suspeitos de integrarem a organização criminosa são procurados. 
"Eles confessaram...contam que não mataram, mas indicam quem matou o boi. Eles são cúmplices, co-atuam e estão dentro do crime. Isso é uma quadrilha, pois dois ou quatro homens não conseguem levar um boi de 500 kg", disse o investigador do 22º DP. A pena para este tipo de crime varia de um mês a um ano e pagamento de multa.
Além do desperdício de carne, o caso gera frustração em outros criadores de gado da região que também acumulam prejuízos. 
cidadeverde.com