segunda-feira, maio 29, 2017

Ultrapasse com segurança

Ultrapassagem em local e condições inadequados é a principal causa de acidentes nas rodovias. A pressa desnecessária tem sido a motivação mais comum, então é preciso entender que os outros veículos não são adversários e que um pouco de tempo a mais de viagem não faz de você um perdedor.
Uma ultrapassagem segura é feita em condições perfeitas de visibilidade, velocidade e espaço, sem interferências. Antes de iniciar uma ultrapassagem, analise as condições à frente: a presença de lombadas, semáforos e paradas obrigatórias anulam as vantagens de uma ultrapassagem próxima de zonas urbanas.
Quando for realmente necessário e seguro, antes de ultrapassar em rodovia de mão dupla, observe todo o tráfego em volta (usando retrovisores) e olhe à frente o mais distante possível. Analise atentamente as condições de visibilidade e espaço e o comprimento do veículo a ser ultrapassado, sempre considerando o desempenho do seu carro.
Trechos com faixa contínua não oferecem condições, apenas aqueles com faixa seccionada. Evite ultrapassar durante o crepúsculo, horário de pouca visibilidade em que a visão fica perturbada com o céu claro e a estrada escura. Infelizmente muitos motoristas esquecem de ligar os faróis, então o período fica bem impróprio para a manobra. Neblina e chuva também afetam a visibilidade,
Nunca atrapalhe aquele que deseja ultrapassá-lo, reduza a velocidade se for preciso. Quando alguém forçar uma ultrapassagem à sua frente e invadir sua faixa, tire o pé do acelerador e indique ir para o acostamento. Jamais tente bancar o justiceiro, mantendo a velocidade para ver o infrator em apuros — a conta pode sobrar para você.
Paciência e humildade evitam manobras precipitadas e competições desnecessárias. Evite exposição a riscos evitáveis, jamais coloque sua vida e a de sua família em risco em troca de um provável ganho de tempo. Espere pacientemente as condições ideias para ultrapassar.
A campanha De Bem com o Trânsito é parte do projeto Motociclista do Bem, idealizada e produzida por Diego Menezes, sem fins lucrativos e sem dinheiro público.